Acontece

Câmbio automatizado: mais conforto para o motorista

A evolução da tecnologia, cada vez mais presente nos veículos, faz surgir diversas dúvidas. Uma questão muito comum na hora de comprar um veículo é se o câmbio automatizado (ou robotizado) consome mais combustível do que o câmbio manual. Os veículos de câmbio automatizado proporcionam mais conforto ao dirigir, pois evitam que o motorista troque de marcha constantemente. Mas aqueles que preferem câmbio manual sempre defendem que o consumo de combustível é maior.

Mentira. O destaque desse tipo de câmbio é o baixo consumo de combustível e ainda emite menos CO2. O câmbio automatizado possui a caixa idêntica à do manual, mas utiliza um sistema de dois servos-robôs, que automatiza o acionamento da embreagem e, após analisar diversas variáveis como velocidade, temperatura, rotação etc., faz a troca das marchas.

Com o câmbio automatizado dá para sentir os trancos da mudança de marcha. Acontece que, no processo de troca de marchas, o sistema automatizado aciona a embreagem e interrompe a aceleração e, ao soltar a embreagem com a nova marcha já engatada, o veículo está acelerado, causando um leve solavanco. Para evitar esse tranco, basta tirar o pé do acelerador na hora da mudança de marchas, como em um carro manual.

A desvantagem do câmbio automatizado é o custo da manutenção, que costuma ser mais cara e específica que o câmbio manual. Entretanto, esse modelo de câmbio é o que oferece o maior conforto ao motorista.

Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *