Combustível, Inovação, Motor

Tendências em tecnologia de motores

Vai chegando o final do ano encontramos diversas listas sobre desejos, votos e novidades esperadas para o próximo ano. Mas nunca achamos uma que fale sobre as tecnologias e sistemas que envolvam os motores. Será que não existem?

Fique tranquilo! A FPT adianta sua lista, consulta seus especialistas e elenca quais serão as principais tendências da área em 2018 e o que você pode esperar de inovação para a área. Vamos lá?

Combustíveis alternativos

Há pouco tempo, a FPT europeia lançou seu motor Cursor 13 movido a gás, o que representou um grande avanço na área, já que é um motor potente que consegue um bom desempenho operando com um combustível alternativo.

Acredita-se que nos próximos meses ou anos, os motores, dos pequenos aos grandes, contarão com uma tecnologia avançada capaz de utilizar biometano, GLP, GNV, entre outros, sem perder potência e garantindo uma baixa emissão de gases nocivos ao meio ambiente.

Sistemas híbridos

Em questão de sistemas, espera-se conversão e conectividade entre sistemas que utilizem diversas fontes. Por exemplo, o veículo terá um painel solar para captar energia solar e uma bateria acoplada ao motor para gerar energia para o ar-condicionado, para o painel, etc.

O motor será versátil com tanques especiais, como a diesel, biometano, entre outros, sendo capaz de operar com os diversos tipos de combustíveis existentes. Além disso, a transmissão também será inteligente, podendo atuar tanto de forma elétrica quanto mecânica, tendo uma tecnologia que a faça oscilar para achar a melhor condição de operação.

Motores e funcionalidades versáteis

Como citado acima, os motores serão bem adaptáveis a diversos tipos de combustível. Mas não é só isso! Já há pesquisas em desenvolvimento para garantir que um motor seja capaz de operar em várias frentes de trabalho.

Por exemplo, um trator que possa variar de 100 a 300 cavalos, sendo sua potência selecionada pelo operador, garantindo melhor desempenho e controle do veículo, transformando-o em uma máquina multitarefas. A ideia é que essa transição ocorra com um clique de botão. Muito bacana, não é?

Motorização

A ideia é continuar seguindo o conceito “down size”, ou seja, reduzir cada vez mais o tamanho dos motores, mas garantindo sua potência, que eles sejam mais eficientes e que possuam baixa fricção.

Já no caso dos motores maiores, eles ficarão ainda maiores! Mas calma! Isso acontecerá porque eles terão mais tecnologias inseridas para garantir durabilidade e um bom desempenho em várias áreas, como agricultura, construção, etc.

Sem eixo de comando

No futuro, os motores darão “bye, bye” para o eixo de comando. As válvulas serão acionadas através do solenoide eletrônico, o que acarretará uma diminuição no peso do motor. Além disso, elas possuirão o mesmo sistema de abertura do sistema para a ingestão de combustível.

Bom, essas são algumas das novidades em que os engenheiros e especialistas estão trabalhando nos últimos anos e pretendem ser um diferencial em 2018. Quem sabe no próximo ano faremos um texto analisando o impacto dessas tecnologias no setor?

Gostou do texto? Não esqueça de deixar seu comentário!

Artigo anterior

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *