PROCONVE MAR-I: Brasil adota critério de restrição ao uso de máquinas que poluem o meio ambiente

A poluição atmosférica é um dos grandes problemas ambientais da atualidade. Hoje, o Brasil está entre os dez maiores emissores de poluentes do planeta, sendo que os principais são o Óxido de Nitrogênio (NOx), Material Particulado (MP), Hidrocarbonetos não queimados, Monóxido de Carbono (CO) e Dióxido de Carbono (CO2).

Para controlar o nível de emissão de gases por máquinas agrícolas e rodoviárias, entrou em vigor no Brasil, em janeiro de 2015, o PROCONVE MAR-I – Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores para Máquinas Agrícolas e Rodoviárias (na América Latina, somos o primeiro país a regulamentar essa questão). A legislação segue o mesmo padrão de controle adotado nos Estados Unidos (EPA TIER 3) e na Europa (Euro Stage IIIA). A normativa determina que as máquinas novas devem respeitar os limites máximos de emissão de poluentes.

Anteriormente, não havia qualquer limite e os motores eram considerados “não emissionados” ou TIER0 (com emissões brutas acima de Stage I). Hoje, com os novos limites, houve uma redução em torno de 60% do Material Particulado e de 56% dos Óxidos de Nitrogênio.

 

grafico-de-emissoes

Dito isso, o grande desafio para os fabricantes de motores tem sido criar um produto aliando alta eficiência, baixo consumo e baixas emissões de poluentes. A solução encontrada pela FPT Industrial foi adotar tecnologias como:

– Motores mecânicos com EGR (Recirculação dos Gases de Escape) refrigerado

– Motores mecânicos com EGR interno

– Motores eletrônicos com EGR interno

– Motores eletrônicos com Light SCR (Redução Catalítica Seletiva)

Graças a essa capacidade tecnológica, nós da FPT somos a fabricante com maior quantidade de motores homologados em conformidade com a legislação MAR-I no mercado sul-americano. Até o final de 2016 serão 49 novas versões homologadas.

Gustavo Teixeira
Especialista em Homologação do Produto