POWERTRAIN FPT: DO ACELERADOR À RODA, UMA SOLUÇÃO COMPLETA.

A qualidade e a potência da FPT vão muito além dos motores. A mesma tecnologia de ponta que é utilizada nos carros-chefe da marca também é utilizada para gerar soluções inteligentes em eixos e transmissões. A inovação da vez fica por conta do Powertrain: um conjunto de aplicações para veículos rodoviários leves, que trazem inúmeros benefícios para frotistas e motoristas.

Durabilidade e eficiência nos eixos.

Os eixos dianteiros e traseiros da FPT não são apenas peças metálicas parafusadas entre si. Eles são projetados para serem mais leves, receberem o mínimo de vibração possível e absorverem o máximo do impacto diário, nas missões em estradas e nas ruas. O resultado é uma maior durabilidade, resistência e eficiência de frenagem.

Conforto na troca de marchas.

As transmissões mecânicas da FPT não ficam para trás. Elas são desenvolvidas com a tecnologia Easy Shifting, que suaviza a troca de marchas. Em outras palavras, você dirige um veículo de carga com a mesma sensação de estar pilotando um automóvel de passeio. Em termos de ergonomia e conforto, o ganho é imediato, aliviando a rotina de quem troca a marcha milhares de vezes ao dia.

Todo mundo sai ganhando. Até o planeta.

O reflexo da utilização somada de todas as soluções FPT vai muito além da performance dentro das estradas. A expertise na fabricação de tecnologia de propulsão (motores, eixos e transmissões) permite um resultado ainda mais impressionante quando é colocada à prova de maneira conjunta. O maior exemplo é a redução na emissão de gases nocivos ao meio ambiente: um IVECO Hi-Way de 570cv, utilizando toda a motorização FPT de alta potência (Euro 6), emite menos poluentes do que um carro popular de passeio, produzido no Brasil.

Quando a FPT está à frente de toda a cadeia de funcionamento, seja para economizar ou para durar mais, os benefícios são visíveis em todas as partes.

Em nossa página do Facebook, você pode conferir um vídeo mostrando nossas soluções em Powetrain, na prática, direto da Fenatran:

 

Pintura de motores marítimos

Engana-se quem acredita que motores são todos iguais e servem apenas para gerar energia e força. Dependendo da sua função, eles possuem uma estrutura, peças e até um design diferenciado para garantir a segurança e o desempenho do equipamento que estão instalados.

Os motores marítimos são um exemplo! Sua pintura possui detalhes especiais e interessantes que fazem um item a ser explorado. Ficou curioso? Siga as perguntas abaixo e esclareça as dúvidas relacionadas a esse tema!

As tintas dos motores marítimos possuem componentes diferenciados?

Sim, como os motores ficam em ambientes salubres, principalmente por causa da maresia, eles recebem uma tinta epoxi cuja a composição é diferente de outro tipo de motores. Elas possuem propriedades anticorrosivas para garantir a durabilidade dos equipamentos, já que sabemos que a combinação de umidade + sal + metal = ferrugem.
Além disso, elas suportam altas temperaturas, sendo um mecanismo de segurança, já que serve de barreira (até determinada temperatura), evitando vazamentos de líquidos inflamáveis.

Por que os motores marítimos da FPT são claros?

O ambiente onde os motores estão situados, porões, proas, casa de máquinas tendem a ser pouco iluminados. Assim, quando o tom do motor é claro, fica mais fácil identificar algum problema como corrosão ou líquidos. É considerada como mais uma medida de proteção.
Também facilita na hora de limpar o equipamento.

E o design?

Claro que o fator de design também é considerado na hora de escolher a cor! A tintura é algo que vai além da proteção, sendo a estética uma preocupação dos engenheiros da FPT na hora de desenvolver um novo produto. A opção pela tinta branca é uma delas!
Confira aqui abaixo como as cores impactam na beleza do motor:

O que achou? Não deixe de postar seu comentário aqui abaixo e compartilhe nas redes sociais.

Tecnologia Euro VI

A FPT busca constantemente desenvolver soluções inovadoras e que causem um menor impacto no meio ambiente. Por isso, em 2017 lançou uma linha de novos motores que possuem catalisadores, sensores e sistemas de injeção, entre outros componentes, com tecnologia de ponta para garantir a menor emissão de poluentes. Além disso, os novos equipamentos atendem ao Euro 6, um conjunto de normas regulamentadoras sobre emissão de poluentes para motores a diesel.

Para tanto, utiliza a tecnologia SCR, que converte os gases que saem do escapamento em nitrogênio e vapor de água, sendo substâncias inofensivas ao meio ambiente. Essa transformação ocorre através do uso do reagente Arla 32.

Vamos aprofundar um pouco mais sobre esse assunto? Clique e confira o vídeo de Gustavo Teixeira, nosso especialista nessa tecnologia!

Gostou? Não esqueça de deixar seu comentário!