A importância do uso de peças genuínas

FPT Industrial - S8000 G-Drive

Quando há algum problema com seu motor, você já fica apreensivo e imagina que terá um grande transtorno e, muitas vezes, para ter uma solução mais econômica ou mais ágil, opta por consertá-lo com peças de terceiros.

Isso é um grande erro e pode custar a vida do seu motor. Quer saber o porquê? Vamos explicar logo abaixo e você entenderá a importância do uso das peças genuínas FPT .

 

Compatibilidade

As peças genuínas FPT desenvolvidas na fábrica possuem os padrões e medidas específicas para cada elemento do motor, garantindo que tudo esteja vedado e bem encaixado, evitando vazamentos, falta de lubrificação do motor, atritos, etc.

Outras peças podem ter espessuras, tamanhos e serem feitas de outros materiais incompatíveis com seu modelo e podem acabar agravando o problema em curto prazo.

Por exemplo, as bombas d´água genuínas FPT são responsáveis pelo resfriamento do motor. Se forem utilizadas peças sem selos e rolamentos inadequados ou porosos, isso poderá acarretar mau funcionamento na circulação da água e gerar superaquecimento, que pode danificar o motor.

 

Durabilidade

Você tem que ter em mente que as peças genuínas FPT são testadas em situações mais extremas e em condições rigorosas de uso, o que garante que seu motor irá aguentar e durar por mais tempo.

Peças de terceiros podem não ter esse rigoroso controle de qualidade que, além de garantir durabilidade, é um item essencial para a segurança do seu veículo.

Mais um exemplo: as bombas de óleo. Caso não sejam peças genuínas FPT, podem acarretar má lubrificação do motor, levando ao desgaste prematuro do equipamento.

 

Desempenho

Se a peças não for genuínas FPT, o funcionamento do motor não será correto e, consequentemente, isso afetará o seu desempenho. Esses fatores associados podem fazer seu motor queimar mais combustível, não conseguir elaborar o processo corretamente e impactar no torque e potência do motor.

Por isso, é essencial manter seu equipamento com as peças genuínas FPT.

Achou o assunto interessante? Conte sua experiência para a gente no espaço de comentários!

Linha NEF: quando a versatilidade se une ao bom desempenho

Quando você pensa em um motor, qual a primeira coisa que passa pela sua cabeça? Com certeza é sobre a potência dele. Mas nossos engenheiros vão muito além desse quesito na hora de desenvolver um novo modelo. Eles levam em consideração suas aplicações, emissões de poluentes, a segurança, entre outros.

Por isso, quando criaram a linha NEF, levaram a mais alta tecnologia para os modelos para garantir que eles fossem um grande diferencial no mercado. Ainda não está convencido sobre os diferenciais dessa linha? Siga em frente e conheça cada um deles.

  • Potência e eficiência: a linha possui motores que vão de 140 até 570 cv e sua densidade de potência é alinhada com a da concorrência.
  • Desempenho: possui um pacote de arrefecimento de alto desempenho que foi desenhado para aplicações severas e para manter a performance mesmo em ambientes agressivos.
  • Injeção eletrônica: Common Rail com Turbocompressor de alta eficiência.
  • Versões: disponível em versões de 4 e 6 cilindros, os motores NEF oferecem torques altos e constantes para os veículos.
  • Versatilidade: por ter uma grande flexibilidade de design, os motores dessa linha são adaptáveis às necessidades do mercado, podendo ser usados em geradores de energias, máquinas agrícolas e de construção, embarcações e veículos.

 Como você pode ver, a linha NEF possui características únicas que fazem seus motores serem compactos, confiáveis e versáteis, atendendo às necessidades do mercado e do cliente em várias aplicações.

E você? O que achou depois de ler? Comente aqui abaixo!

 

Natureza e motor MAR-I: o que eles têm em comum?

Devido a uma nova regulamentação em vigor neste ano, os motores das máquinas agrícolas e rodoviárias precisam possuir uma tecnologia para controle de ruído e poluição. Os motores MAR-1 vão ao encontro dessa necessidade. Essa novidade da FPT garante a queda de até 60% de poluentes em relação aos motores anteriores.

Para explicar com detalhes os benefícios dos motores MAR-1, a FPT convidou o Renato Cícero, Gerente de Suporte ao Produto da nossa marca, para bater um papo com potência.

Gostou do vídeo? Então, não esqueça de compartilhar com seus amigos pelas suas redes.

Tendências em tecnologia de motores

Vai chegando o final do ano encontramos diversas listas sobre desejos, votos e novidades esperadas para o próximo ano. Mas nunca achamos uma que fale sobre as tecnologias e sistemas que envolvam os motores. Será que não existem?

Fique tranquilo! A FPT adianta sua lista, consulta seus especialistas e elenca quais serão as principais tendências da área em 2018 e o que você pode esperar de inovação para a área. Vamos lá?

Combustíveis alternativos

Há pouco tempo, a FPT europeia lançou seu motor Cursor 13 movido a gás, o que representou um grande avanço na área, já que é um motor potente que consegue um bom desempenho operando com um combustível alternativo.

Acredita-se que nos próximos meses ou anos, os motores, dos pequenos aos grandes, contarão com uma tecnologia avançada capaz de utilizar biometano, GLP, GNV, entre outros, sem perder potência e garantindo uma baixa emissão de gases nocivos ao meio ambiente.

Sistemas híbridos

Em questão de sistemas, espera-se conversão e conectividade entre sistemas que utilizem diversas fontes. Por exemplo, o veículo terá um painel solar para captar energia solar e uma bateria acoplada ao motor para gerar energia para o ar-condicionado, para o painel, etc.

O motor será versátil com tanques especiais, como a diesel, biometano, entre outros, sendo capaz de operar com os diversos tipos de combustíveis existentes. Além disso, a transmissão também será inteligente, podendo atuar tanto de forma elétrica quanto mecânica, tendo uma tecnologia que a faça oscilar para achar a melhor condição de operação.

Motores e funcionalidades versáteis

Como citado acima, os motores serão bem adaptáveis a diversos tipos de combustível. Mas não é só isso! Já há pesquisas em desenvolvimento para garantir que um motor seja capaz de operar em várias frentes de trabalho.

Por exemplo, um trator que possa variar de 100 a 300 cavalos, sendo sua potência selecionada pelo operador, garantindo melhor desempenho e controle do veículo, transformando-o em uma máquina multitarefas. A ideia é que essa transição ocorra com um clique de botão. Muito bacana, não é?

Motorização

A ideia é continuar seguindo o conceito “down size”, ou seja, reduzir cada vez mais o tamanho dos motores, mas garantindo sua potência, que eles sejam mais eficientes e que possuam baixa fricção.

Já no caso dos motores maiores, eles ficarão ainda maiores! Mas calma! Isso acontecerá porque eles terão mais tecnologias inseridas para garantir durabilidade e um bom desempenho em várias áreas, como agricultura, construção, etc.

Sem eixo de comando

No futuro, os motores darão “bye, bye” para o eixo de comando. As válvulas serão acionadas através do solenoide eletrônico, o que acarretará uma diminuição no peso do motor. Além disso, elas possuirão o mesmo sistema de abertura do sistema para a ingestão de combustível.

Bom, essas são algumas das novidades em que os engenheiros e especialistas estão trabalhando nos últimos anos e pretendem ser um diferencial em 2018. Quem sabe no próximo ano faremos um texto analisando o impacto dessas tecnologias no setor?

Gostou do texto? Não esqueça de deixar seu comentário!