Etapa de Curvelo da Copa Truck é marcada por desafios e superação

Parceiros FPT na Copa Truck em Curvelo

Fala, pessoal! Neste domingo, rolou a quarta etapa da Copa Truck 2019, em Curvelo (MG). Se no ano passado a corrida no Autódromo Circuito dos Cristais foi marcada pela chuva, neste ano os termômetros marcavam 29° instantes antes da prova. 

O calor não parou a festa do público, que foi um show à parte! A FPT Industrial recebeu clientes brasileiros e do Paraguai com representantes de suas parceiras Brasif e Rodomaq.

A recepção possibilitou que os parceiros, que têm contato com os motores da marca equipados em caminhões comerciais, máquinas agrícolas e de construção e geradores de energia, pudessem ver o motor Cursor 13 aplicado em brutos que aceleram a mais de 200 km/h. 

Tudo isso em um clima de festa, onde puderam conhecer acompanhar os bastidores da Copa Truck e conhecer alguns dos maiores nomes do automobilismo brasileiro.

Desafios na pista

O público acompanhou um grande espetáculo dos brutos, que proporcionaram muitas emoções no estreito circuito de Curvelo. O piloto da Iveco Jaidson Zini foi um dos destaques no fim de semana. Após problemas na classificação, Zini fez uma incrível corrida de recuperação. Após terminar a primeira prova em 8º, sua segunda corrida foi ainda melhor, conquistando a 5ª posição.

Outro destaque foi Djalma Pivetta, que fez a melhor corrida de sua carreira em Curvelo. Em sua primeira temporada na Copa Truck, o ex-caminhoneiro enfrentou dificuldades após sofrer toques que danificaram seu caminhão, mas não desistiu e terminou a prova em 8º lugar. 

Felipe Giaffone largou na 4ª posição. Logo na largada, superou Paulo Salustiano e pulou para o 3º lugar, mas ainda nas primeiras voltas teve que abandonar a prova. Luiz Lopes sofreu uma colisão na primeira volta e também teve que sair da prova.

Os brutos da Copa Truck voltam a acelerar em Santa Cruz do Sul (RS), no dia 18 de agosto.

O que torna o Cursor um motor esportivo?

O que faz do Cursor um motor esportivo

Artigo de Leonardo Almeida, Market Intelligence

Destinada a aplicações pesadas e com uma faixa comercial de potência entre 245 e 1.000 cv, a série Cursor foi concebida para fornecer potências específicas elevadas (cavalos por litro) e respostas de aceleração rápidas, juntamente com um baixo consumo de combustível.

As principais características do Cursor são o alto desempenho, a extrema confiabilidade e os melhores intervalos de manutenção de sua categoria, que se traduz em custos operacionais reduzidos para o cliente.

A série recorre às avançadas unidades eletrônicas injetoras ou ao sistema de injeção de combustível Common Rail para tarefas pesadas. O design do motor contém um conjunto de soluções técnicas para obter máxima confiabilidade e durabilidade. 

Os motores Cursor de 6 cilindros oferecem cilindradas de 7,8 a 15,9 litros, em versões a Diesel e também a gás natural. Todos os motores dispõem de gestão eletrônica e sistema de turbocompressor, lembrando que nas versões a gás não há perda de desempenho quando comparado às versões a diesel.

Leonardo Almeida, Market Intelligence da FPT
Leonardo Almeida, Market Intelligence na FPT

Desenvolvimento

Os modelos foram desenvolvidos para atender às mais exigentes necessidades de serviço pesado, combinando baixo consumo de combustível com um design compacto e leve, o que simplifica seu uso, seja em caminhões, ônibus, máquinas agrícolas ou de construção, geradores de energia e embarcações.

Lançada pela primeira vez em 1998, a linha Cursor passou por várias melhorias contínuas para se manter em dia com as crescentes exigências dos clientes em desempenho e eficiência. 

As melhorias acompanham as mudanças de regulamentações de emissões, que resultaram em inovações tecnológicas como turbocompressores de geometria variável, injeção Common Rail de alta pressão, desenvolvimento de novos materiais e soluções revolucionárias de pós-tratamento.

Robustez em alta velocidade

A evolução permanente via desenvolvimento tecnológico torna o Cursor o motor mais esportivo de sua categoria. Prova disso são os excelentes resultados obtidos quando o propulsor é colocado a prova. 

Em março de 2018, o lago Como na Itália foi o palco de um novo recorde mundial de velocidade em água. Para essa missão, foi utilizado um motor Cursor 16 de incríveis 1700 cavalos de potência de um barco de corrida tipo three-point pilotado por Fabio Buzzi, que chegou à incrível marca de 277,5 km/h, batendo a maior marca anterior estabelecida em 1992. 

A mesma família de motor também é utilizada na Copa Truck, a maior competição de caminhões do Brasil. Sob o capô, os pesados da Iveco carregam a força do Cursor 13 que, na categoria, recebem uma preparação especial para chegar a 1.200 cv, permitindo velocidades de até 250 km/h. 

Motor da série Cursor no Rally Dakar

A família Cursor também está presente nos caminhões do time De Rooy no Rally Dakar. Os motores usados em uma das mais tradicionais competições de rali oferecem cerca de 1.000 cv, força de sobra para encarar uma das competições mais extremas do mundo, que exige dos times e suas máquinas paixão, tecnologia e muita resistência. 

Muito mais que acelerar

E não é só em velocidade que o motor bate recordes. Utilizado na CR 10.90, colheitadeira de grãos da New Holland Agriculture, o Cursor 13 de 652 cv ajudou a máquina a estabelecer um novo recorde de desempenho produtivo. A marca entrou para o Guinness Book ao colher 797.656 toneladas de trigo em apenas 8 horas de trabalho.

Essas conquistas nos dão orgulho e a certeza de que a série Cursor é a mais esportiva, robusta, econômica e durável da categoria.