Motores, Produtos

Durabilidade dos motores FPT é comprovada em diferentes aplicações

A busca por motores cada vez mais eficientes é o que norteia todas as atividades da FPT. Assegurar desempenho, versatilidade, economia de custos operacionais e máquinas que sejam cada vez mais alinhadas com as necessidades do planeta, é uma das principais motivações que encontramos na hora de produzir tecnologias para todas as nossas aplicações. Seja no segmento on-road, de transporte de cargas e de passageiros, off-road, de máquinas agrícolas e de construção, geração de energia ou marítimo, o objetivo é dar possibilidades para os operadores executarem seu trabalho de maneira fluída, com qualidade e segurança superiores. 

Para isso, além de todos os atributos dos nossos produtos, contamos com a ajuda de clientes que seguem à risca nossas recomendações de manutenção, utilizando peças e componentes originais, garantindo uma vida útil e um desempenho superior para seus equipamentos. Como resultado disso, por muitas vezes somos surpreendidos com notícias que nos inspiram a continuar descobrindo possibilidades para levar energia e mover o mundo por meio dela. Um ótimo exemplo disso surgiu em São Paulo, onde o autônomo José Antônio Lima de Menezes obteve a marca de 1.023.000 de quilômetros rodados com um IVECO Daily 35S14 ano 2008. Segundo ele, as trocas preventivas realizadas com peças genuínas, ajudaram o motor FPT F1C a obter números impressionantes e alcançasse a marca: 

“Sou exigente com a manutenção. Faço o mesmo que em um caminhão novo, com trocas de óleo e peças, sempre originais. O motor tem alta durabilidade. Nunca tive problemas”, conta Menezes, que dirige há 33 anos e transporta peças por todo o Brasil. “Estou satisfeito por ter optado pela marca”. 

Um outro exemplo da durabilidade e força dos motores FPT, aconteceu no Paraná, onde mais um IVECO está próximo de chegar aos 2 milhões de quilômetros. Marcos Valério Nascimento, de São José dos Pinhas, região metropolitana de Curitiba, realiza de quatro a cinco viagens mensais de Blumenau (SC) a Anápolis (GO), transportando tecido. O Stralis 380 HD ano 2007, utiliza um FPT Cursor 13, o que mantém aliado à uma manutenção regular, mantém o rendimento da máquina. “Além de ser um ótimo motor, o Cursor 13 está do mesmo jeito que veio de fábrica”, conta ele, que é o segundo proprietário do pesado. “O primeiro dono é meu vizinho. Adquiri esse caminhão justamente por conhecê-lo, mantendo o seu histórico de manutenção”, explica. 

Eficiência dos motores FPT movimentam a agricultura 

Saindo das estradas e entrando em campo, nossos motores também movimentam o setor agrícola, trazendo resultados que impressionam. Recentemente, em Arcos, polo produtor de calcário do centro-oeste de Minas Gerais, a Minasol Calcário Agrícola alcançou 50 mil horas trabalhadas com uma pá carregadeira CASE 721E ano 2009. O detalhe mais interessante sobre a marca alcançada pela máquina, é que durante o período em que ele foi titular no carregamento de calcário da empresa, não foram necessárias nenhum tipo de intervenção no motor FPT N67 utilizado por ela. 

“Depois de utilizada no pátio, a máquina trabalhou na zona rural e hoje atua em uma mina de extração, na manutenção de solo e carregamento de material. Nunca precisei retificar o motor”, aponta o diretor da empresa, Ângelo Ferreira Silva. Além do operador capacitado, a rigorosa manutenção faz a diferença, segundo o empresário. “A durabilidade das nossas máquinas passa por manutenções preventivas, além das corretivas”, afirma. 

O caso confirma a excelência e a qualidade envolvidas na produção dos nossos motores, que se mantêm em perfeito funcionamento, em todos os tipos de condições.  

Um caso de sucesso deve ser celebrado 

O setor sucroenergético é uma importante atividade econômica do interior do estado de São Paulo. Além de equipamentos que possibilitam alta produtividade, ele exige operadores que estejam alinhados e que entendam perfeitamente tudo o que é necessário para um bom funcionamento da máquina. Fomos surpreendidos recentemente, por uma colheitadeira da NovAmerica Agrícola, da unidade de Tarumã, que superou a marca de 27 mil horas trabalhadas. Equipada com o motor FPT Cursor 9, a máquina Case IH A8800 ano 2010, alcançou números incríveis operando com alta resistência em regime de colheita intensiva. Ficamos tão felizes com a notícia, que escolhemos o André Faria, responsável pelo Marketing de Produto FPT em toda América Latina, para parabenizar os colaboradores da NovAmerica e falar um pouco mais sobre a importância da conquista.  

Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.