Gerador FPT: seu amigo de todas as horas

Imagine a cena: você chega em casa, carregado de sacolas e tem que deixar o carro na rua, pois o portão da garagem, que é eletrônico, não abre. Ao entrar no prédio, você precisa subir 15 andares de escada, porque o elevador também não está funcionando. Aquele banho tão desejado, terá que ser gelado e no escuro. Televisão e computador? Sem chances.

A energia elétrica está tão presente no nosso dia a dia que é até difícil imaginar ficar sem esse recurso. E olha que citamos exemplos pequenos, em comparação a outros, como os hospitais, onde a energia elétrica é vital, por causa dos aparelhos que precisam ficar o tempo todo ligados. Isso sem falar de outros importantes setores, como agrícola, na produção de laticínios, secagem dos grãos, etc.

Já deu para perceber que precisamos de energia elétrica em todos os setores da sociedade, não é mesmo? Seja em residências, escritórios, supermercados, igrejas, eventos, etc. Os motivos mais comuns para a falta dela podem ser chuva, queda de árvores, que acabam cortando a fiação elétrica, manutenção na rede, descargas elétricas, dentre outros.

Para evitar blackouts inesperados, que causam tantos transtornos, o uso de geradores de energia é altamente recomendável. Em São Paulo, já existe até uma lei que obriga a instalação de geradores de energia de emergência em edifícios que utilizam mais de um elevador. Esses aparelhos convertem energia mecânica em energia elétrica, sendo imediatamente ativados após a queda da energia, para garantir o funcionamento contínuo das coisas.

Algumas vantagens de um gerador de energia em um condomínio

  • Segurança: mantém câmeras de monitoramento e alarmes funcionando sem interrupções;
  • Comodidade: portões eletrônicos, alarmes e elevadores nunca param de funcionar;
  • Conforto: eletrodomésticos e demais equipamentos eletrônicos continuam operando normalmente com a queda da energia da rede elétrica;

Além dessas, os geradores da FPT trazem ainda mais vantagens, para manter a produtividade em qualquer local e situação, sempre com uma solução ideal para o seu negócio. Possuímos uma linha extensa de 30 a 700 KVA, toda produzida no Brasil, que oferece:

  • Funcionamento silencioso – revestido com tecnologia de ponta para redução de ruídos;
  • Acessibilidade – fácil acesso aos itens de manutenção;
  • Conectividade – permite controle e monitoramento inteligente à distância;
  • Modelos cabinados e abertos – para enfrentar até as missões mais exigentes;
  • Customização – possui variedade de opcionais para montar o gerador de acordo com a sua necessidade.
  • Flexibilidade para atender às necessidades do mercado – seja qual for a aplicação: agricultura e pecuária, canteiros de obra e estaleiros navais, plataformas de petróleo e gás, “on-shore” e “off-shore”, bancos, hospitais, centros comerciais e shoppings, ou até mesmo para o uso doméstico.

E tem mais: os nossos geradores de energia são compactos, fáceis de transportar, com alta potência e intervalos de manutenção de até 600 horas. Essas características fazem dos Geradores FPT os modelos ideais para a sua geração de energia. Tudo isso com mais economia e baixos níveis de ruídos.

Família NEF: sinônimo de versatilidade

Que os produtos da FPT Industrial estão inseridos em diversos seguimentos já é uma realidade! Contudo, uma família de motores se destaca pelo número de aplicações em todo mundo e pela versatilidade. Essa família de motores é a NEF.

A sigla NEF, em inglês significa “NEW ENGINES FAMILY” (Nova Família de Motor). Essa linha de produtos foi criado no final dos anos 90 e começo dos anos 2000, através de uma Joint Venture no qual a FPT Industrial estava inserido, a EEA – European Engines Aliance (Aliança Europeia de Motores).

A família NEF representa o equilíbrio perfeito entre desempenho e complexidade do motor, combinando potência e torque elevado e reduzido consumo de combustível. Com um design exato onde cada componente foi otimizado para ser compacto e muito leve.

Estes motores estão disponíveis em configurações de 4 e 6 cilindros, com injeção Common Rail ou por bomba rotativa mecânica, indução por aspiração natural ou turbocompressor de geometria fixa, com ou sem intercooler, e com 2 ou 4 válvulas por cilindro.

Outra característica dos motores da família NEF, são a versões NÃO ESTRUTURAIS e ESTRUTURAIS, essa última sendo muito utilizada no segmento agrícola.

VANTAGENS DA FAMÍLIA NEF

• Mais de 1800 aplicações, nos mais diversos segmentos em todo mundo;
• Versões: Estrutural e Não Estrutural;
• Melhor densidade de potência (cv/L) em relação aos seus principais competidores
• Mais desempenho com um motor menor
• baixo consumo de combustível.

Geração Millennials contribui para evolução da FPT Customer Experience

Customer Experience (CX), ou Experiência do Cliente, é o conjunto de percepções e impressões que um consumidor possui sobre uma determinada empresa após interagir com ela. Do ponto de vista da marca, é a imagem que ela transmite aos clientes durante o processo completo de interações, antes, durante e após uma conversão, seja ela uma compra ou contratação.

A FPT entende a completa diferença que existe entre os conceitos de atendimento ao cliente e de experiência do cliente.

O atendimento ao cliente envolve a etapa de atendimento durante o processo de compra, ou seja, quando o interessado entra em contato com a marca de alguma forma.

Já a experiência do cliente é bem mais ampla: abrange todas as etapas da jornada do consumidor, desde o momento que conhece a FPT, navega pelo site, blog, redes sociais, entra em contato, conversa com um contato comercial, tira todas as dúvidas e finaliza uma compra, até momentos posteriores, como um eventual atendimento ou suporte pós-vendas, por exemplo.

Por isso, para a FPT, a experiência do cliente é um diferencial no qual a marca busca se destacar, apostando e se empenhando muito em oferecer uma experiência incrível e positivamente inesquecível. Esse compromisso e missão demandam esforço conjunto de todos os setores da empresa e, principalmente, de uma estratégia muito bem definida focada ao público específico da marca.

Para aplicar estratégias de Customer Experience, a marca investe na ampliação e disseminação do conhecimento sobre CX internamente, capacitando e motivando os colaboradores a contribuir para a melhoria permanente da prática.

GERAÇÃO MILLENNIALS

Além disso, no Brasil, as ações em inovação e conhecimento são reforçadas pelo Projeto Geração Millennials, programa voltado as gerações Y e Z que mantém um vínculo permanente da marca com o universo acadêmico. Somente neste ano já foram realizadas palestras técnicas virtuais, de acordo com as medidas de distanciamento, com instituições como PUC Minas, Universidade Federal de Lavras (UFLA) e UNA, campus Contagem, Aimorés e Linha Verde, em Belo Horizonte (MG), além das doações de motores para o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFMG), campus Betim (MG), e um projeto de qualificação de jovens aprendizes mecânicos, mantido pelo Distribuidor Brasif Máquinas em Belo Horizonte.

No mês de janeiro, alunos do Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG) visitaram a fábrica de Sete Lagoas (MG). Ainda no início de 2020, o time Geração Millennials participou de um treinamento sobre lubrificantes ministrado pela Petronas, em Contagem (MG).

“Na FPT Industrial, incentivamos a formação de futuros especialistas. Acreditamos que criatividade, boas ideias e soluções são valores essenciais. Tecnologia e pessoas de ponta para desenvolver o powertrain do futuro”, afirma Isabela Costa, gerente de Marketing da FPT Industrial para a América do Sul.

CAMPEONATO DE MICROPROJETOS

Unindo a importância da evolução Customer Experience e do Projeto Geração Millennials, em agosto, Marco Rangel, presidente da FPT Industrial, Sérgio Soares, diretor de engenharia e desenvolvimento de produtos, e Mayla Takahashi, gerente de CX, premiaram os projetos ganhadores do Campeonato de Microprojetos de Inovação em CX realizado junto à Geração Millennials. Em um encontro com a equipe de jovens embaixadores da marca, discutiram sobre “Inovação” e quais  os passos para a execução de um projeto CX. Confira quem foram os vencedores do concurso elaborado entre os integrantes do grupo.

Foram 11 microprojetos inscritos que passaram pelo julgamento das três lideranças. João Abreu ficou com a medalha de ouro; Bruno Francisco conquistou a prata. Lucas Frossard e Aline Santos empataram em terceiro lugar com o bronze.

“A classificação é uma forma de motivar. Todos os 11 projetos serão executados, porém com prioridades diferentes”, explicou Bárbara Loureiro, embaixadora de CX. Os concorrentes terão 45 dias para apresentar o status dos projetos para a equipe julgadora.

INOVAÇÕES QUE FOMENTAM O FUTURO

Em conversa com os ganhadores, todos foram incisivos em afirmar que mais importante que os troféus e a premiação é o reconhecimento e a iniciativa em si.

“Para mim, é extremamente gratificante e importante uma empresa dá essa oportunidade para um recém-chegado ao mercado. Principalmente, dar atenção às inovações. Somos nós colaboradores que mais sabemos dos nossos problemas internos e ter a oportunidade de falar e ser ouvido é muito bom!”, diz João Abreu.

“A iniciativa do processo de inovação nos dá o gatilho de poder transformar. Dá liberdade para a gente criar e ter uma experiência diferente dentro da empresa”, comentou Bruno Francisco, do time de Engenharia de Produtos.

Aline Santos e Lucas Frossard empataram no terceiro lugar. Aline que gosta de ser desafiada também acredita nestas oportunidades. “Desafio é comigo mesmo. É a segunda vez que participo de um desafio na empresa. A colocação é só um detalhe, o que vale é a visibilidade e as projeções futuras que isso pode me dar”, diz Aline Santos.

Foto Bruno Francisco

Lucas Frossard, do time de ‘Plataformas’, conta que “essas iniciativas possuem um caráter de grande importância para a empresa, pois além de promoverem a reflexão de como podemos melhorar a experiência do cliente em relação à FPT, também reconhecem e premiam as principais ideias dos próprios colaboradores”.

Nova série 250 da Case IH conta com a potência da motorização FPT

Modelos de colheitadeiras Axial-Flow Série 250 Automation AFS Harvest Command são equipados com a família de motores FPT Cursor

FPT Cursor 11 e FPT Cursor 13 reúnem atributos de força, robustez, baixo consumo de combustível, aumento de potência e performance na colheita de grãos


A pimeira colheitadeira autônoma do segmento, a Axial-Flow Série 250 Automation AFS Harvest Command (foto e vídeo acima), da Case IH, ficou mais potente no modelo 8250, agora com 571 cv, entregando mais força e robustez para operações agrícolas. As máquinas dedicadas à colheita de grãos são movidas pelos motores Cursor 11 e Cursor 13 da FPT Industrial, marca que também integra a CNH Industrial.

A motorização da nova geração permite à Axial-Flow Série 250 maior eficiência para trabalhar em diferentes áreas e em condições adversas, com baixo consumo de combustível, aumento do controle e performance na colheita.

A colheitadeira modelo 7250 vem equipada com o motor FPT Cursor 11, de 11 litros, seis cilindros e potência máxima de 503 cv. Nos modelos 8250 e 9250, mais indicados para atuar em agricultura de larga escala, o motor é o FPT Cursor 13, de 12,9 litros e seis cilindros.

A motorização FPT Cursor 13 ganhou 55 cv no modelo 8250, chegando a 571 cv de potência máxima, com acréscimo de até 19% na força de tração, por meio de sistema de injeção Common Rail de última geração e cabeçote redesenhado. Já no modelo 9250, topo da linha da Axial-Flow Série 250, o FPT Cursor 13 alcança 634 cv de potência máxima.

Consagrado em diferentes missões, da agricultura à geração de energia, o FPT Cursor 13 foi projetado para entregar máximo desempenho sob altas exigências. Atributos da consagrada Família Cursor, constamentente aprimorada por inovações como turbocompressores de geometria variável e tecnologias revolucionárias de pós-tratamento.

“A tecnologia embarcada e a performance fazem do FPT Cursor 13 referência em diferentes aplicações. Trabalhamos para oferecer o melhor produto ao cliente e como consequência disso nossos motores estão sempre evoluindo”, afirma o especialista de Marketing de Produto da FPT Industrial para a América do Sul, André Faria.

AXIAL-FLOW SÉRIE 150 E PATRIOT 350

A FPT Industrial também está presente nas novas colheitadeiras de grãos Axial-Flow Série 150 e no novo pulverizador Patriot 350, máquinas que fizeram de 2020 o ano com o maior número de lançamentos na trajetória da Case IH no Brasil.

A nova série de colheitadeiras Axial-Flow 150 conta com a confiabilidade dos motores FPT N67, de 299 cv e 319 cv de potência máxima nos modelos 4150 e 5150, respectivamente; e FPT Cursor 9, de 387 cv e 442 cv, nos modelos 6150 e 7150.

O novo pulverizador Patriot 350 , por sua vez, é movido pelo motor FPT N67 de 250 cv, entregando o menor consumo de combustível do mercado.

Estudantes italianos criam projetos inovadores de design para os motores FPT

Inédita parceria com o IED, na Itália, abriu caminho para estudantes desenvolverem projetos inovadores de design para motores

Exercícios em textura, rótulos, formas e cores transmitem a excelência e a exclusividade da marca da CNH Industrial

ENTENDA

Um motor é concebido e pensado não apenas como um fornecedor de potência, mas também como um embaixador da marca, desenhado como “forma de comunicação” dos valores e paixões fundamentais da própria marca.

Embora o foco na estética de um motor não seja prioridade na indústria, a FPT Industrial, sempre buscando inovar, colaborou com o campus de Turim do Instituto Europeu de Design (IED), prestigiada escola fundada em 1966 que atua nos campos de pesquisa e desenvolvimento nas disciplinas de Design, Moda, Artes Visuais e Comunicação, para criar motores inovadores com design artístico único, equilibrado com função e eficiência.

A parceria entre a FPT Industrial e o IED é a primeira do setor. Essa colaboração visa dar visibilidade imediata à qualidade do design e da produção dos motores da marca, ao processo de humanização que garante o uso cada vez mais intuitivo dos produtos e ao retorno à cor vermelha da FPT Industrial, como um símbolo diferenciador de potência e paixão pelo desempenho. Através dos projetos, os estudantes criaram com sucesso exercícios de estilo e criatividade que transmitem a excelência dos produtos e a exclusividade intrínseca da marca.

Desde o fim de outubro de 2019, quatro equipes, cada uma composta por estudantes de produto, transporte e design gráfico, apoiadas por um tutor da empresa, estiveram envolvidas em uma cronograma de visitas à fábrica e conversas intensas com vários gerentes da empresa. O objetivo foi criar conhecimento em primeira mão do mundo da produção de motores e estimular os participantes a interpretar esse mundo com diferentes olhos, direcionando sua criatividade para observar novas direções no design.

A Equipe de Textura foi escolhida para criar uma série de padrões aplicáveis ao corpo dos motores, tornando-o imediatamente reconhecíveis, mesmo que sejam pintados novamente pelos clientes. Isso resultou em propostas que fazem o uso criativo dos logotipos da FPT com temas alusivos ao mundo animal e à transmissão de som no espaço.

A Equipe de Rótulos, por outro lado, decidiu caracterizar os motores da marca adotando uma solução sustentável em todos os aspectos, inclusive do ponto de vista de custo, intervindo em elementos – como a vareta do nível do óleo – que estão sempre visíveis e assumem um significado mais amplo, mas também são mais agradáveis aos olhos se personalizados com o logotipo da marca. A equipe criou ainda um rótulo de plástico reciclado que descreve algumas das características do motor e oferece espaço para conteúdo multimídia.

A Equipe de Formas assumiu o difícil desafio de tornar os motores exibidos em feiras e eventos não somente em peças únicas, diferenciadas e imediatamente reconhecíveis, como também comparáveis à verdadeiras obras de arte contemporânea. A proposta, que prevê a participação de artistas como Cao Fei, uma guru da arte digital, deu origem a uma maneira completamente nova de apresentar produtos e desempenho, comunicando-se ativamente com o público e com os espaços de exibição.

A Equipe de Cores também é digna de nota pela sugestão de decorar algumas partes importantes do motor com uma tinta sensível ao calor que, à medida que a temperatura aumenta, revela detalhes e conteúdos até então invisíveis, dando um forte significado externo ao que acontece dentro do motor.

As equipes compartilharam suas ideias na presença da direção da FPT Industrial e do Centro de Estilo da CNH Industrial.

“Foi muito emocionante e interessante ver esses estudantes se empenhando no nosso setor e experimentando o seu talento no nosso mundo, que por vezes pode parecer focado exclusivamente em tópicos de engenharia. Eles fizeram isso sem preconceitos e com um entusiasmo, uma criatividade e uma vontade incansáveis”, comenta Egle Panzella, diretor da divisão Brand Equity, Sustainability and Heritage da FPT Industrial e gestor de projetos. “Os resultados falam por si, com muitas equipes que não apenas produziram excelentes ideias para conteúdo e viabilidade, como foram além da tarefa designada, explorando uma abordagem multimídia de novas formas e novos mundos onde os motores da FPT Industrial atuarão como protagonistas.”

“As equipes nos surpreenderam com ideias muito originais que demonstram seu esforço criativo para introduzir no motor elementos inspirados nas últimas tendências de design”, afirma Silvio Meoni, diretor do Programa F1A. “Nosso objetivo era justamente receber propostas fora do comum e os alunos exploraram isso sem limitações, deixando-se inspirar, demonstrando como o motor também pode ser um objeto que pode encorajar soluções criativas.”

Saiba mais clicando aqui

Observação: a imagem ilustrativa deste artigo foi tirada antes da pandemia.

Cursor 13 acelera na Copa Truck 2020 neste fim de semana, em Goiânia

Desenvolvido para a equipe Usual Racing, propulsor de 1.200 cv da FPT Industrial, o motor Cursor 13 equipa os pesados dos pilotos Felipe Giaffone (#4), Djalma Pivetta (#21) e Valmir Benavides (#2).

A Copa Truck é a maior competição de caminhões do Brasil e é um importante laboratório para o time de desenvolvimento da marca da CNH Industrial

PAIXÃO PELOS DESAFIOS

A paixão pelas pistas, aliada a confiabilidade e potência, aceleram a FPT Industrial na Copa Truck 2020. Sempre ativa em competições como o Mundial de MotoGP, o European Truck Racing Championship e o Rally Dakar, a marca da CNH Industrial é movida por desafios, e não poderia ser diferente na maior competição de caminhões do Brasil.

Durante a terceira e a quarta etapas da categoria, que acontecem neste fim de semana, em Goiânia (GO), os fãs poderão acompanhar o desempenho do motor FPT Cursor 13 dos caminhões IVECO dos pilotos Felipe Giaffone (#4), Djalma Pivetta (#21) e Valmir Benavides (#2), da equipe Usual Racing. O propulsor de 1.200 cv de potência foi aperfeiçoado especialmente para a temporada. A preparação permite aos veículos pesados alcançar velocidades de até 250 km/h.

Consagrado em aplicações da agricultura ao transporte, o FPT Cursor 13 equipa na linha de caminhões IVECO os modelos Hi-Road e Hi-Way, com potências de 400 cv a 560 cv.

A motorização seis cilindros de 12,9 litros presente na Copa Truck 2020 entrega a melhor densidade de potência com respostas rápidas de aceleração e baixo consumo de combustível. Em síntese, o coração certo para levar a Usual Racing ao pódio.

FPT Cursor 13

“O projeto foi concebido pelo time de engenheiros da marca em Betim (MG) e em Arbon, na Suiça. A Copa Truck é a prova de que nossos motores foram desenvolvidos para máximo rendimento em qualquer exigência”, afirma Isabela Costa, gerente de Marketing da FPT Industrial para a América do Sul. “O FPT Cursor 13 representa assim a determinação de um campeonato emocionante, que acelera junto com nossos valores de confiabilidade, tecnologia e inovação”.

Além do segmento on-road, o motor FPT Cursor 13 também equipa tratores e colheitadeiras da Case IH e New Holland Agriculture, reforçando a sinergia entre as marcas da CNH Industrial.

PROTOCOLO APROVADO
A realização da Copa Truck 2020 no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia, segue o Protocolo de Conduta COVID-19 aprovado pela categoria junto às autoridades. O modelo, sem a presença do público e com quatro corridas representando duas etapas, foi aplicado em Cascavel (PR) no fim de junho, durante as primeiras provas da temporada.

O canal SporTV 2 transmitirá as duas etapas ao vivo, no sábado às 16h15 e no domingo às 14h, com as demais atividades exibidas nos canais oficiais da Copa Truck no Facebook, Instagram e YouTube.

SERVIÇO
Copa Truck 2020 etapas Goiânia

Quando: 14 a 16 de agosto
Onde: Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO)

Programação:
Sexta-feira, 14/8
16h10: Treino Livre 1

Sábado, 15/8
08h25: Treino Livre 2
10h00: Treino Livre 3
12h30: Classificação
13h05: Top Qualifying
16h23: Corrida 1
16h50: Corrida 2

Domingo, 16/8
09h00: Classificação
13h00: Desfile Virtual
14h08: Corrida 3
14h35: Corrida 4

Cursor 16: Sustentável, potente e de fácil operação – como um motor marítimo deve ser

Seja para uso comercial ou lazer, o Cursor 16 é compacto e leve, como um motor de 13 litros, mas com a durabilidade de um de 16 litros. É desenvolvido em uma arquitetura de seis cilindros em linha e inclui o sistema de injeção Common Rail de última geração (até 2.200 bar), proporcionando alta densidade de potência e torque (1.000 hp a 2.300 rpm).

O modelo mais novo da linha Cursor é C16 1000, projetado com circuitos específicos de ar, água, óleo e combustível, visando maximizar a confiabilidade e a resistência ao sal e à água. Além de trazer mais conforto durante a navegação, o C16 1000 é um motor sustentável, pois funciona de forma silenciosa, com baixo consumo de combustível e emissões reduzidas. Apresenta também um sistema de respiro fechado para melhor recuperação integral dos vapores de óleo e novos filtros ecológicos para um melhor tratamento de óleos do motor.

Mesmo apresentando estes excelentes padrões, os custos operacionais são bastante competitivos, uma vez que os motores da série Cursor são fáceis de instalar, garantem o máximo de eficiência em cada atividade e os intervalos de manutenção podem chegar a 600 horas.

E não para por ai: todos os motores podem ser personalizados sob demanda, incluindo controle remoto eletrônico e sistemas de monitoramento, por exemplo.

Curiosidade: Cursor 16 no livro dos recordes

O barco de corrida tipo three-point, equipado com um Cursor 16 a diesel, capaz de desenvolver mais de 1.700 hp, quebrou o recorde mundial de velocidade do Guinnes. A façanha de 277,5km/h foi conseguida pelo piloto Fabio Buzzi. O projeto para alcançar o recorde foi uma parceria entre FPT e FB Design.

Clique aqui para assistir aos vídeos do recorde

Especificações do C16 1000

  • Arquitetura: 6 cilindros em linha
  • Sistema de injeção: Common Rail (até 2.200 bar)
  • 2 válvulas Wastegate turbo de água resfriada
  • Tratamento de ar: Estágio único + Aftercooler
  • Válvulas por cilindro: 4
  • Deslocamento: 15,9 l
  • Diâmetro interno x curso: 141 x 170 mm
  • Potência de rotação máxima: 1.000 hp a 2.300 rpm
  • Torque máximo: 3.500 Nm
  • Peso seco: 1.690 kg
  • Dimensões (L/W/H): 1.465 x 1.136 x 1.160 mm