Motor FPT F1A: sob medida para as missões de entregas urbanas

Um dos maiores sucessos da categoria, o motor FPT F1A, da FPT Industrial, é sinônimo de confiabilidade e máximo rendimento para o dia a dia das entregas urbanas. Resultado dos mais de 35 anos de experiência da marca da CNH Industrial na fabricação de produtos para veículos comerciais leves, o propulsor produzido em Sete Lagoas (MG) consome até 10% menos combustível do que concorrentes, sendo pensado, sob medida, para atender a crescente demanda de e-commerce no Brasil, em um momento de desafios para diversos segmentos, como restaurantes, supermercados e empresas de eletroeletrônicos.

Presente nos Fiat Ducato e IVECO Daily City, o FPT F1A foi desenvolvido seguindo os critérios das missões de entregas urbanas, com longos intervalos de manutenção. Compacto, com 2,3 litros, 16 válvulas, quatro cilindros e 130 cavalos de potência, foi precursor na tendência global de downsizing, de motores menores e mais leves mas com maior agilidade e desempenho.

O conforto do motor é comprovado pela sensação de estar dirigindo um automóvel, bem como um funcionamento com baixas vibrações e ruídos, em média até 5 Db inferiores a outros motores equivalentes. A distribuição de torque e potência é feita de forma inteligente, para que as rotações e o baixo consumo sejam privilegiados em qualquer situação de uso. Tais características tornam o veículo mais agradável de dirigir, resultando em maior produtividade.

“Com estes atributos, o FPT F1A garante versatilidade à qualquer aplicação, atendendo com eficácia as novas demandas. A FPT Industrial é uma marca com um amplo portfólio. Seguimos desenvolvendo tecnologias e soluções que atendam à diferentes nichos do mercado”, afirma o especialista de Marketing Produto da FPT Industrial, André Faria.

DESEMPENHO E MENORES CUSTOS DE MANUTENÇÃO

O FPT F1A vem equipado com injeção eletrônica Common Rail de última geração, sistema de válvula hidráulica que dispensa manutenção e sistema de admissão de ar avançado, projetados para ser os melhores da classe em qualquer aplicação. Os turbocompressores são configurados a minimizar o consumo e proporcionar uma resposta de aceleração imediata.

Os sistemas de refrigeração e turbocompressor contribuem de forma significativa para a eficiência termodinâmica do propulsor, bem como para a leveza de funcionamento e as dimensões reduzidas, resultando em manutenções mais fáceis e rápidas.

Além disso, o sistema EGR, que recircula os gases de escape, é a solução disponível mais robusta para manter as emissões dentro dos limites estabelecidos pela norma Proconve L6/Euro 5. Dessa forma, o motor da FPT Industrial dispensa a necessidade de utilização do Arla 32, o que, associado ao baixo consumo de combustível, torna o custo de manutenção um dos menores da categoria.

“O FPT F1A carrega o DNA inovador e a experiência da FPT Industrial, líder no segmento, com mais de 300.000 unidades da Família F1 produzidas no último ano no mundo”, reforça o diretor de Engenharia da FPT Industrial, Alexandre Xavier.

Como calcular cilindradas de um motor FPT

Vamos relembrar o que é Cilindrada.

A cilindrada é o volume varrido por um pistão dentro de um cilindro entre o ponto morto superior (PMS) e o ponto morto inferior (PMI), consecutivamente para uma ida e volta.

Cálculo da Cilindrada

O cálculo da cilindrada parte de dois dados normalmente conhecidos num motor a pistões: o diâmetro e o curso. A partir da fórmula da área do círculo em função do raio, obtém-se a mesma em função do diâmetro:

Para determinar o volume do cilindro gerado pelo movimento do pistão (Volume Máximo da Câmara de Combustão) também chamado volume deslocado ou cilindrada unitária, basta multiplicar a área do pistão pelo respectivo curso(C).

A cilindrada do motor resulta do produto da cilindrada unitária pelo número de cilindros do motor(N).

No caso da FPT Industrial, em seus produtos, possui motores nas configurações de 3, 4, 6 e 8 cilindros.

Vamos fazer um exercício prático!

Vamos calcular a Cilindrada de um motor N67, no passado conhecido com NEF 6 ID, de Increased Displacement, ou seja, Cilindrada Aumentada. Ele é um motor de seis (6) cilindros com diâmetro (D) de 104 mm e curso (C) de 132 mm (10,4 cm x 13,2 cm):

Existe motor Cursor 13 com Common Rail?

A FPT Industrial  está em constante evolução para entregar a seus clientes produtos de excelência, e com nosso querido CURSOR 13 não seria diferente!

É fato que o motor CURSOR 13 é um sucesso! Devido sua tecnologia embarcada e toda a performance oferecida. A última modificação significativa, foi a adoção do sistema de Injeção Common Rail e cabeçote todo redesenhado pra receber essa tecnologia.

As primeiras versões de motor Cursor 13 com o Common Rail, começaram a ser comercializadas em 2015 na Europa com a implementação das diretrizes de emissão de gases Euro 6/VI.

Hoje temos motores CURSOR 13, nas mais diversas aplicações, como agricultura, marítima e geração de energia.

A partir de 2020 tornará mais comum ver esses modelos de motores com tecnologia Common Rail na América do Sul.

Uma das vantagens da tecnologia Common Rail é o cabeçote específico.

Os cabeçotes compatíveis com a tecnologia Common Rail, utilizam o conceito de projeto Clean, com menos peças móveis. Isso facilita nas operações de manutenção e ajuste do motor.

Outra vantagem dos cabeçotes da linha CURSOR é que todos seus componentes ficam dentro do próprio cabeçote, não havendo componente de transição com o bloco do motor.

ESPECIFICAÇÕES DO MOTOR

  • Marca /Modelo: FPT Industrial / C13
  • Cilindrada Total: 12.9L (12998cc)
  • Range Potência:  410 a 999 cv @ 1900rpm
  • Torque Máximo: 2003 a 3355 Nm @1500rpm
  • Número de cilindros: 6 em linha
  • Número de Válvulas: 24
  • Ciclo: Diesel – 4 tempos
  • Combustível: Diesel (Compatível S-10 e S-500)
  • Diâmetro x Curso: 135mm x 150mm
  • Tipo de Aspiração: Turbocompressor com Intercooler
  • Tipo de Turbo:  WG / eVGT / 2ST /
  • Taxa de compressão: 17,0:1
  • Tipo de Comando de Válvula: OHC
  • Sistema de Injeção: Eletrônico Alta Pressão – Common Rail
  • Capacidade do Cárter: 35L (Nível Máximo)
  • Peso Drenado: 1000 a 1240kg
  • Emissão: Euro VI / Tier 3 & MAR-I / Tier 4B / Stage V
  • Controle de Emissão: Light SCR / HI-eSCR e HI-eSCR 2.

Família F5: Flexibilidade para máquinas compactas

Uma família de motores leves, de baixo peso e última geração, que acompanha a tendência global de downsizing e assegura o melhor desempenho da classe da agricultura à construção, passando pela geração de energia. Essa é a Família F5 da FPT Industrial, composta dos motores FPT F32, de 3,2 litros, e do FPT F34, de 3,4 litros, que aliam baixo custo operacional, fácil manutenção e desempenho excepcional até mesmo nas condições mais exigentes.

Disponível em configurações de quatro cilindros de 58 cv a 115 cv de potência, injeção mecânica ou eletrônica Common Rail, esta família se destaca pela alta densidade de potência e torque, com respostas rápidas e precisas em baixas rotações e consumo de combustível até 6% inferior aos principais concorrentes.

FPT F32

Em todo o mundo, os motores FPT F5 estão presentesem mais de 1.500 aplicações, atestando a experiência da FPT Industrial, líder em tecnologias powertrain que move um a cada quatro tratores vendidos no Brasil.

“O amplo leque de configurações torna a Família F5 adequada para uma grande variedade de aplicações, desde máquinas de construção compactas até aplicações industriais, bem como tratores agrícolas. A série sintetiza o que há de mais avançado em pesquisa e desenvolvimento, reforçando o DNA inovador da marca”, afirma o diretor de Engenharia da FPT Industrial, Alexandre Xavier.

PARA AS MISSÕES MAIS EXIGENTES

Concebida tendo em conta as necessidades dos clientes, os propulsores apresentam interfaces amigáveis e simples para manutenção, uma vez que reparos de filtros podem ser efetuados em somente um dos lados do conjunto, assegurando operações fáceis, rápidas e seguras. Juntamente com um desempenho excepcional e longos intervalos para trocas de óleo, as vantagens tornam a Família F5 preparada para as missões mais exigentes, como operações em inclinações elevadas e arranque a frio sob temperaturas de até -25°C.

O motor FPT F32, com injeção mecânica e turbocompressor de geometria fixa, utiliza soluções técnicas testadas e comprovadas, fornecendo o equilíbrio perfeito entre desempenho e facilidade de manutenção.

De maior cilindrada e injeção Common Rail, o motor FPT F34 reúne potência e o melhor torque da categoria. Os sistemas E-EGR (Recirculação de Gases de Escape) com arrefecimento externo eDPF (Filtro de Partículas de Diesel) asseguram o melhor desempenho da classe para
máquinas de dimensões compactas.

FPT F34

MÁXIMA RESISTÊNCIA À RUÍDO E VIBRAÇÕES

A Família F5 está disponível em versões estruturais e não estruturais. A primeira delas, com cabeçote em ferro fundido, é pré-requisito para aplicações agrícolas, de forma a maximizar a
resistência da estrutura e reduzir o ruído e a vibração.

Na América do Sul, os motores equipam tratores agrícolas da Case IH e New Holland Agriculture, e minicarregadeiras da CASE e New Holland Construction, marcas que fazem parte da CNH Industrial. Também estão presentes em diversas aplicações para as demais marcas do mercado.

“A série F5 representa a solução compacta e flexível para aplicações leves e intermediárias, garantindo alto desempenho com baixos custos operacionais”, reforça o especialista de Marketing Produto da FPT Industrial, André Faria.

MODULÁVEL PARA INSTALAÇÕES DE ENERGIA

Os motores FPT F32 e FPT F34 para geração de energia tem dimensões reduzidas, se adaptando ao local de instalação de forma modular. De série, vêm equipados com ventoinha de velocidade fixa. Opcionalmente, podem ter regulador eletrônico, que mantém regime de velocidade constante independentemente da carga, assegurando o fornecimento de energia
em qualquer situação.

Cursor 13 supera 1,2 milhão de quilômetros impulsionando um caminhão da Iveco

O IVECO Stralis, modelo 570S46T, ano 2010 rodou durante quase dez anos pelas estradas do país sem a necessidade de reparos no propulsor de 12,9 litros e com todas as manutenções realizadas na concessionária da marca. Isso porque o caminhão é equipado com o nosso motor Cursor 13, projetado para atender condições extremas em diferentes aplicações. 

Uma das principais características do C13 é o design compacto, leve e de fácil instalação, sem contar que possui uma grande variedade de configurações de pós-tratamento personalizadas. Tudo isso para permitir um alto desempenho com baixo consumo de combustível.

“A relação potência/consumo impressiona. Estou muito satisfeito com a resistência e a robustez do caminhão”, afirma Claudiomiro Schanne, proprietário do caminhão que bateu esta incrível marca de mais de 1,2 milhão de quilômetros.

O motor Cursor 13 está disponível nas versões diesel e gás natural, seguindo todas as normas Euro VI passo A/C.

Saiba o que é cilindrada

VOCÊ SABE O QUE É CILINDRADA?

Você já ouviu falar em cilindrada do motor? Se não, dê uma olhada no seu motor FPT e veja se consegue identificar se ele é 3.0, 6.7 ou 12.9 ou qualquer outro número similar. Esses valores representam a cilindrada e pode ter muita diferença na aplicação e performance dos nossos motores.

Detalhando um pouco mais:

A cilindrada do motor corresponde ao volume da mistura combustível + ar em litros que o motor é capaz de queimar a cada movimento dos seus pistões.


Essa é uma informação utilizada pelas fábricas para graduar seus motores, assim como nosso motor F1A com 2.3L ou 2300 cilindradas (2300cc) e o F1C com 3.0L ou 3000 cilindradas (3000cc). Já um motor Cursor 13 que é 12.9L possui 12.900 cilindradas (12900cc).

No caso específico dos motores de combustão interna, a cilindrada é o volume varrido por um pistão dentro de um cilindro entre o ponto morto superior (PMS) e o ponto morto inferior (PMI), consecutivamente para uma ida e volta. Exemplo: O motor F1C com uma cilindrada de 3 litros (realmente 3 l/rotação) aspira e expira 3 litros de (ar que mistura com combustível) por cada volta do virabrequim. Quando o virabrequim faz uma volta, todos os pistões fizeram uma ida e volta. Em duas voltas do virabrequim são aspirados 3 litros de gás combustível e expirados outros 3 litros de gases de escape, ou seja, seis litros no total.

Cursor 13 NG é o mais potente dos motores a gás natural no mercado On-Road

O Cursor 13 NG foi lançado em 2017. Atualmente é a primeira solução puramente a gás com a mesma performance de um motor diesel. Foi especialmente desenvolvido para funcionar com GNV – Gás Natural Veicular, GNL – Gás Natural Liquefeito e Biometano para missões de longa distância.

O Cursor 13 NG permite que a FPT Industrial amplie e fortaleça sua posição como líder no segmento de gás natural. Seu nível de emissão de CO2 é até 9% mais baixo do que o equivalente movido a diesel e pode chegar a quase zero com biometano. O Cursor 13 Gás Natural também permite uma redução de emissões de 98% de material particulado e de 48% de NOx. Além disso, entrega uma economia de custos com combustível de até 40%, em comparação com o motor a diesel, e menor ruído de funcionamento.

Graças a um sistema de pós-tratamento, através de catalisador de três vias, compacto e sem necessidade de manutenção, a exclusiva tecnologia de combustão estequiométrica da FPT Industrial entrega desempenho equivalente ao diesel e contribui para o que Cursor 13 Gás Natural seja a solução mais adequada, proporcionando uma carga útil otimizada e melhor aproveitamento de espaço do caminhão.

Dessa forma é possível instalar tanques de combustível mais espaçosos no veículo, elevando a sua autonomia.

DESTAQUES DO CURSOR 13 NG

  • Motor genuíno a Gás, não é um “Kit Gás”;
  • Baixo ruído e vibração;
  • Atinge os níveis de emissão mais rigorosos como o Euro VI;
  • Durabilidade, componentes dedicados a operar com Gás;
  • Custo com combustível de 30 a 40% menores em relação ao Diesel;
  • Solução sustentável.

ESPECIFICAÇÕES 

  • Marca /Modelo: FPT Industrial / C13 NG
  • Cilindrada Total: 12.9L (12998cc)
  • Potência Máxima: 460 cv @ 1900rpm
  • Torque Máximo: 2000 Nm @1100rpm
  • Número de cilindros: 6 em linha
  • Número de Válvulas: 24
  • Ciclo: Otto 4 tempos
  • Combustível: GNV / LNG / Biometano
  • Diâmetro x Curso: 135mm x 150mm
  • Tipo de Aspiração: Turbocompressor com Intercooler
  • Tipo de Turbo:  WG – Wastegate
  • Taxa de compressão: 12,5:1
  • Tipo de Comando de Válvula: OHC
  • Sistema de Injeção: MPI – Estequiométrico
  • Capacidade do Cárter: 35L (Nível Máximo)
  • Peso Drenado: 1240kg
  • Emissão: Euro 6
  • Controle de Emissão – Catalisador 3 Vias

Conheça a versatilidade do novo motor F28 da FPT

Através dos estudos e tendências tecnológicas, a FPT apresenta um novo produto: o motor F28 Híbrido. A solução sustentável é compacta e ideal para aplicações de menor porte no segmento Off Road, em equipamentos como mini carregadeiras, tratores e rolos compactadores, utilizados na construção e na agricultura.

O F28 Híbrido é um motor a diesel de 2,8 litros equipado com um e-flywheel (volante auxílio elétrico) e foi desenvolvido para entregar mais eficiência para máquinas compactas. O lançamento da marca garante alta potência e pode chegar até 74 cavalos! Veja as principais características do produto:

Compacto

O tamanho do motor é um dos seus principais diferenciais. Com quatro cilindros em linha, o F28 tem fácil instalação e manutenção. Por ser compacto e potente, o motor é a solução ideal para máquinas de menor porte e veículos.

Versátil

O F28 tem as versões diesel, híbrido (diesel e modo elétrico) e Gás Natural Veicular (GNV). A versatilidade não pára por aqui: além de ser um motor feito para veículos e máquinas de construção leves, ele também pode ser usado em cortadores de grama e em geradores de energia. Na agricultura, o F28 entrega potência para os produtores de culturas como tomate, cana, grãos, algodão, hortaliça, alho, uva e maçã.

Sustentável

Com toda essa tecnologia, o F28 já saiu de fábrica na frente. O modelo obedece as legislações mais rigorosas e, no Brasil, já é Tier III. Na versão GNV, o F28 aceita todos os tipos de gás para o funcionamento.

Com todas essas vantagens, o produto foi destaque e ganhou o prêmio Diesel dos anos 2019 e 2020. A versão de base foi aprovada e conta com Common Rail de 2,8 L até 55kW; DOC + DPF para Stage V e DOC para Tier4B.

Saiba como manter seu motor novo por mais tempo

Todo motor FPT é bruto e fica ainda mais quando você se atenta aos detalhes certos na hora da operação.

O nosso especialista Reinaldo Rodrigues conta todos os cuidados que você precisa ter para garantir a durabilidade do seu motor, evitar desgastes prematuros e deixar ele sempre novo. Assista ao quarto episódio da websérie Dicas do Reinaldo!

Separamos as dicas pra você, olha só:

  • Após ligar o motor, não deixe a chave girada na posição de partida;
  • Dê a partida sem acelerar;
  • Evite andar na reserva de combustível;
  • Desconfie de óleo diesel que está com preço muito abaixo do mercado. Óleo de baixa qualidade tem impurezas que podem causar entupimento dos bicos, perda de potência e aumento dos gases poluentes do motor;
  • Não deixe o motor em marcha lenta por muito tempo! Isso pode prejudicar o desempenho;
  • Estacione em local arejado;
  • Fique de olho na temperatura do líquido de arrefecimento!

Gostou? Se tiver alguma dúvida, deixa aqui nos comentários. Até a próxima!

Série F5: feita para aplicações Off Road

A série de motores F5 da FPT foi pensada para cada necessidade dos nossos clientes. Os motores F5 apresentam baixo custo operacional e fácil manutenção, feita a partir de apenas um dos lados do motor. Além disso, a linha F5C tem desempenho excepcional até mesmo nas condições de funcionamento mais exigentes, como em inclinações elevadas e arranque a frio sob temperaturas até -25°C.

Os motores desta série estão disponíveis em três versões principais. A F32, uma versão de 3,2 litros com injeção por bomba rotativa mecânica, perfeita para aplicações Off Road e em geradores de energia, a versão F34 de 3,4 litros, para níveis de emissão Tier 4A/B e a versão F36 3,6 litros para níveis de emissão Stage V, com injeção Common Rail, para aplicações Off Road e Power Generation.

A linha também conta com versões eletrônicas, que garantem baixo consumo de combustível, e interface amigável e simples para manutenção.

Demais, né? Você já trabalhou com esse motor?