FPT INDUSTRIAL É PARCEIRA E PROTAGONISTA DO ELECTRIC DAYS: O PRIMEIRO EVENTO DIGITAL COMPLETAMENTE DEDICADO À MOBILIDADE ELÉTRICA

Turim, fevereiro de 2021

A FPT Industrial é parceira do Electric Days, o primeiro evento digital completamente dedicado à eletrificação dos meio de transporte, que está programado de 8 a 12 de fevereiro de 2021. Organizado pela Motorsport Network, em colaboração com a Condé Nast (Wired, GQ, Vanity Fair), é um evento de cinco dias com debates, reuniões virtuais, pesquisas e guias de compra para entender a tecnologia e escolher de forma consciente o transporte de hoje e de amanhã.

A FPT Industrial é o único fabricante de motores industriais presente em uma lista de parceiros que inclui o Gotha dos fabricantes de automóveis do mundo na íntegra, juntamente com grandes empresas de energia e tecnologia. Serão dois dias em que a Marca será a protagonista do evento.

Dia 9 de fevereiro às 17h15, durante os encontros chamados Electric Talk, se falará sobre carros elétricos com a indústria, os técnicos e os protagonistas da transição tecnológica, Davide De Silvio, gerente do Sales Development ePowertrain da FPT Industrial, junto com Giovanni Gaviani, e-Powertrain Business Development Manager da Texa, e Giulio Lancellotti, Bosch Sales Manager Connected Services and IoT Solutions, moderados por Fabio Orecchini, jornalista especializado em inovação no setor de Automóveis e Mobilidade e Diretor do Departamento de Engenharia da Sustentabilidade da Universidade Guglielmo Marconi de Roma, vão debater sobre as possibilidades de evolução do motor elétrico e especificamente sobre: o grau de desenvolvimento dos motores elétricos atuais, as possíveis melhorias na eficiência dos carregadores e inversores, o uso de dados para aumentar o desempenho e o desenvolvimento paralelo para o motor elétrico movido a bateria e hidrogênio. O debate, que promete trazer de volta a questão dos motores elétricos de hoje e de amanhã, pode ser acompanhado em live streaming por meio deste link.

Dia 11 de fevereiro às 13h, no dia chamado Electric Lifestyle e dedicado à mobilidade elétrica nas palavras de quem cria e por quem já está vivendo a eletrificação veicular, será a vez do vencedor do prêmio Oscar Giorgio Moroder, músico, compositor e produtor de fama mundial, além de autor de “Preludio”, la sound identity da FPT Industrial. Moroder irá retomar as etapas da sua colaboração com a FPT Industrial e apresentará uma prévia de algumas notas do Preludio Remix by Giorgio Moroder .

Além disso, como parceira do evento, a FPT Industrial terá um seu “electric space” no site do evento, no qual serão disponibilizadas informações sobre as inovações da marca, no que se refere à mobilidade elétrica, e os respectivos projetos em andamento, além de uma noite de vídeo-entrevista com Annalisa Stupenengo, CEO da FPT Industrial, cujo assunto será os motores e trações alternativas no presente e no futuro, e como a Marca concebe o futuro da sustentabilidade. Para ver a entrevista com Annalisa Stupenengo clique neste link.

“Ser o único fabricante de motores industriais convidado para este evento é uma grande satisfação para nós”, afirma Carlo Moroni, Head of Communication da FPT Industrial. “E acima de tudo, é um esforço de divulgação, que reafirma o papel crucial – mas muitas vezes pouco conhecido – que os veículos industriais, com motores e eixos elétricos, desempenham no caminho da transição energética.”.

Os cinco dias do evento Electric Days podem ser seguidos em direta nos sites www.electricdays.it e Motor1.com, InsideEVs.it, Wired, Vanity Fair e GQ.

FPT Industrial fornece a tecnologia do “Trator Sustentável do ano de 2021”

A tecnologia da FPT Industrial alimenta o “Trator sustentável do ano de 2021“, o CLAAS AXION 960 CEMOS. O trator campeão conta com a geração mais recente do motor Cursor 9 Stage V da FPT. Esse motor de 6 cilindros gera a potência máxima de 327 kW /460 hp a 1.800 rpm e o torque máximo de 1.860 Nm a 1.400 rpm.

Também vale lembrar que, dos 18 candidatos ao prêmio de trator do ano de 2021, 7 são equipados com motores da FPT Industrial: Class Axion 960 CEMOS (Cursor 9), CASE IH Quadtrac 620 (Cursor 13), Landini Serie 7 V Shift (N67), New Holland T6.160 (N67), STEYR 6240 Absolut CVT (N67), CASE IH Vestrum 130 CVX Drive (N45) e Valtra F105 (F34). Essa é a segunda vez que a premiação “Trator sustentável do ano” acontece, e ela tem como objetivo homenagear tratores que se destacam especialmente graças à tecnologia sustentável que utilizam. A primeira edição dessa categoria concedeu o prêmio ao conceito de trator movido a metano da New Holland equipado com a tecnologia de gás natural N67 da FPT Industrial.

“Com o Claas AXION 960 e graças ao sistema CEMOS, foi dado um grande passo em direção a uma produção agrícola mais sustentável. É mais fácil do que nunca usar toda a tecnologia disponível nesse trator. A otimização de toda a tecnologia e eletrônica, incluindo a otimização da pressão nos pneus, permite que esse trator gere uma economia de combustível significativa e apresente um desempenho em campo bem mais eficiente em todas as condições de trabalho”, explica o júri internacional formado por 26 jornalistas especializados na área.

Normalmente, os prêmios são concedidos todos os anos nas feiras EIMA ou Agritechnica. Este ano, devido à pandemia da COVID-19, pela primeira vez a cerimônia de premiação aconteceu virtualmente e foi transmitida ao vivo.

“Estamos profundamente orgulhosos por sermos uma parte integral dessa grande conquista”, afirmou Marco Zanelli, Sales and Marketing Director Off-Road. “Em termos de alto desempenho em um design compacto, excelente resposta transiente, baixo consumo de combustível, robustez e confiabilidade em todas as condições de trabalho, o DNA do Cursor 9 provou, mais uma vez, ser a melhor solução para todos os fabricantes de veículos off-road que têm o objetivo de alcançar o máximo desempenho e a verdadeira sustentabilidade econômica e ecológica.”

O Cursor 9 faz parte do grupo de motores conceito da FPT Industrial para aplicações off-road, projetado para oferecer alto desempenho para aplicações em missões extremamente intensivas, garantindo baixos custos operacionais e produtividade máxima. As principais características incluem: desempenho excelente com até mais de 9% de densidade de potência em comparação com a média do mercado na série de 9 litros; resposta de carregamento rápida e máxima produtividade em campo graças à alta disponibilidade de torque e um eVGT; alta eficiência de sistema e baixo consumo de combustível sem EGR, além da segunda geração de Common Rail; baixo custo operacional com a Hi-SCR2, a solução de pós-tratamento exclusiva e sem necessidade de manutenção e confiabilidade comprovada do sistema graças a um design enxuto e robusto e à combustão sem EGR.

Especificações do Cursor 9 para o CLAAS AXION 960 CEMOS

Cilindrada 8,7 l
Cil. / Válvulas / Comando de válvula / Trem de engrenagem 6 l / 4 / OHC / Traseiro
Diâmetro x curso (mm)  117 x 135
Sistema de injeção       CR de 1800 bar
Turbocompressor VGTVGT
ATS Stage V    DOC+SCRoF
Potência máx. do motor [kW]     327 a 1.800 rpm
Torque máx. do motor [Nm]       1.860 a 1.400 rpm
Intervalo de mudança de óleo [h]600
Intervalo de manutenção de ATSPermanente

Aplicações FPT de motores híbridos


A FPT investe em uma gama de produtos para solucionar as mais diversas necessidades. Além disso, estamos conectados com o futuro e suas possibilidades.

Por isso, hoje já oferecemos a tecnologia de motores híbridos, que possuem duas modalidades: elétrico e a combustão, sendo que a combustão pode ser a diesel ou a Gás – GNV /GNL ou Biometano.

Esses modelos podem ser híbridos paralelos, que funcionam muito bem em caminhões de médio e grande porte, além dos tratores agrícolas. Também temos os híbridos seriais, quando a tração do veículo é feita através de um motor elétrico.

Atualmente, os motores F28 NG Híbrido e E-Axle da FPT possuem essas características e já estão disponíveis para nossos consumidores.

Powertrain completo e conectado com o futuro!

Entenda como funcionam os motores híbridos e suas vantagens

A busca constante das melhores soluções é um dos pilares para a FPT. Por isso, estamos conectados com o futuro e procuramos produzir tecnologias que levam em conta o meio ambiente e o desenvolvimento sustentável.

Uma dessas tecnologia que já faz parte de nossa realidade é a implementação de motores híbridos. Mas você sabe o que significa hibridismo no contexto de motores?

Os motores híbridos se caracterizam pela capacidade de utilização de energia elétrica ou de combustível, dependendo da necessidade. Na hora da partida, por exemplo, é acionada a energia elétrica, enquanto acima de 60km/h já é possível andar com a energia de combustão.

Dessa forma, o motor gasta menos combustível e desenvolve maior eficiência, já que se adapta às demandas conforme o uso. E o melhor: a emissão de gases poluentes também tende a diminuir com esse tipo de motor. É a energia do futuro sendo colocada em prática e levando soluções para os usuários e para o meio ambiente!

Semeando O2 multiplica a importância do reflorestamento para o meio ambiente

Promover a consciência das pessoas por um futuro mais verde e sustentável está no DNA da FPT Industrial, marca da CNH Industrial líder em powertrain e no desenvolvimento de motores movidos a combustíveis alternativos. Com fábrica em Sete Lagoas (MG), a empresa mantém em seu calendário ações com o intuito de multiplicar o engajamento ao meio ambiente. Depois do sucesso de “A Pesca de Plástico”, que no ano passado recolheu 288 kg de resíduos como sacolas, copos descartáveis e garrafas pet das margens da Lagoa da Boa Vista, um dos cartões postais da cidade, a FPT promove neste mês de dezembro o projeto “Semeando Oxigênio (O2)”, com foco no reflorestamento da área da unidade fabril.

No próximo dia 5, um sábado pela manhã, colaboradores e voluntários serão convidados a plantar sementes e mudas de ipê ao redor da fábrica em um agradável passeio de bicicleta, contribuindo assim para o nascimento de novas árvores, de forma a melhorar a qualidade do ar da nossa e das próximas gerações.

Conhecidos por sua beleza, flores exuberantes e presença em diferentes regiões do Brasil, os ipês são caducifólias, ou seja, perdem todas as folhas que são substituídas por cachos de flores de cores intensas. São árvores de grande porte que gostam de calor e sol pleno. Outra curiosidade é que o nome ipê é originário da língua indígena tupi e significa casca dura.

“A FPT acredita que a missão de cada um é contribuir para tornar este mundo melhor. “Semeando Oxigênio (O2)” representa mais um passo nesse sentido. Plantar é o começo para semearmos o futuro das próximas gerações”, afirma o gerente de Operações da fábrica da FPT Industrial em Sete Lagoas, Mario Coriale.

Cada participante receberá kits de até oito sementes para plantar, além das mudas. A FPT reforça que tomará todos os cuidados necessários de prevenção e higienização ao longo da pedalada.

“A sustentabilidade é um dos valores da FPT Industrial. Em mais esta ação em Sete Lagoas, engajamos as pessoas a deixar a sua marca para o amanhã. O reflorestamento é vital para a natureza e a nossa existência”, afirma a gerente de Marketing da FPT Industrial para a América do Sul, Isabela Costa.

ATITUDES PELO MEIO AMBIENTE

A fábrica de Sete Lagoas é considerada Aterro Zero, reciclando 100% dos resíduos, além de seguir o nível prata do programa World Class Manufacturing (WCM) da CNH Industrial, um dos mais altos padrões da indústria de manufatura no mundo, que busca zero perdas, com base na metodologia da Pirâmide de 5R – recusa do resíduo (logística reversa), redução, reaproveitamento, reciclagem e recuperação.

Como parte do WCM, o Aterro Zero reduziu gradativamente o volume de resíduos destinados a aterros sanitários licenciados, até alcançar a eliminação completa. A FPT Industrial entende que todo material pode ser transformado, reforçando o comprometimento com uma produção responsável.

FPT e SLOW FOOD apoiam comunidades de produção sustentável de alimentos

Grandes mudanças geralmente começam com um pequeno passo, e são esses pequenos passos que, com frequência, geram um impacto significativo e decisivo a nível local e global. Quando o desafio é convencer as pessoas a acreditar em uma forma mais responsável e sustentável de produzir e consumir recursos, sejam eles combustíveis, energia ou alimentos, conquistar os corações delas um a um parece ser a melhor maneira.

A FPT Industrial, que compartilha e já colocou em prática essa abordagem, fez uma parceria com o Slow Food para apoiar duas comunidades locais, na Itália e na França, a fim de facilitar e acelerar a jornada rumo à mudança. Fundada em 1989, o Slow Food é uma organização global originária de um movimento de base que tem como objetivo impedir o desaparecimento de tradições e culturas alimentares locais, contrapor-se à difusão do estilo de vida baseado em um ritmo frenético e combater a diminuição do interesse das pessoas por saber sobre os alimentos que comem e de onde eles vêm, além de como nossas escolhas alimentares afetam o mundo ao nosso redor. Desde a criação, o Slow Food se transformou em um movimento global envolvendo milhões de pessoas em mais de 160 países e se empenha para garantir que todos tenham acesso a uma alimentação de qualidade, saudável e justa.

A FPT Industrial fechou uma parceria com o Slow Food para reiterar, a nível local, o compromisso de longo prazo da empresa com a sustentabilidade. Esse compromisso é revelado não apenas por meio da produção de motores de alto desempenho e baixo impacto, mas também com projetos de sustentabilidade e ações concretas, como a “Fishing for Plastic”, a iniciativa que permitiu retirar três toneladas de plástico do mar de San Benedetto del Tronto (Itália), e o Urban Forestry, um projeto de reflorestamento envolvendo a plantação de mil árvores de 32 espécies nativas em Basse di Stura, ao norte de Turim (Itália).

As duas comunidades selecionadas em conjunto pela FPT Industrial e pelo Slow Food são as cooperativas Valdibella e NoE, na Sicília, e La Seyne-sur-Mer Prud’homie no departamento Var, na França. A cooperativa Valdibella, na região italiana da Sicília, atua na produção e transformação de alimentos biológicos. Os 41 membros priorizam o plantio de variedades locais e ancestrais e utilizam abordagens de agricultura sustentável por meio de métodos de cultivo de conservação para manter a fertilidade natural do solo. A cooperativa NoE (No Emargination) foi fundada em 1993 e é voltada para a inclusão social de pessoas com deficiência. Em 1998, a cidade de Partinico confiou à instituição um lote de terra confiscada da máfia. Esse terreno foi convertido em lavouras biológicas, com o cultivo de oliveiras, vegetais e culturas aráveis.

A FPT Industrial e o Slow Food apoiarão as duas cooperativas nos projetos focados em desenvolver uma “agrofloresta”, que reproduza o ecossistema natural e seja capaz de diversificar a produção de alimentos simultaneamente à preservação da paisagem, e criar um modelo de cadeia de suprimentos gratuito e autônomo para disponibilizar alimentos biológicos de alta qualidade para todos a um preço acessível.

A La Seyne-sur-Mer Prud’homie é um dos 33 coletivos de pesca, conhecidos como “prud’homies”, localizados na costa francesa do Mediterrâneo. Essas organizações coletivas, vinculadas a áreas geográficas específicas, desenvolveram-se a partir de associações de classe medievais e foram responsáveis por gerenciar recursos marítimos franceses por mais de dez séculos. Os “prud’homies” têm uma função essencial de controle e conservação em zonas marítimas ao preservar um modelo cultural histórico e participar do dia a dia da vida portuária. Cerca de 20 pescadores, alguns deles trabalhando em barcos com motores da FPT Industrial, estão comprometidos com a pesca sustentável e a transmissão dessas boas tradições para as gerações mais novas por meio do fortalecimento da cadeia de suprimentos local.


Com o apoio da FPT Industrial e do Slow Food, a comunidade poderá aprimorar a própria infraestrutura, com atenção especial às áreas dedicadas a manter a cadeia de frio e a melhorar a administração pesqueira, assim como criar mais empregos locais.

Esses dois projetos são uma oportunidade importante para a FPT Industrial de promover a marca e o portfólio de produtos, incluindo as iniciativas de sustentabilidade relacionadas.

Liderar alguns dos índices globais de sustentabilidade mais renomados durante a última década“, declarou Daniela Ropolo, diretora de iniciativas de desenvolvimento sustentável na CNH Industrial, “também significa demonstrar, dia após dia, um verdadeiro interesse e um apoio concreto a todas essas iniciativas capazes de produzir uma mudança tangível na vida das pessoas e comunidades, sejam elas grandes ou pequenas. Exatamente da mesma forma que agiu com relação à iniciativa do fundo solidário global de US$ 2 milhões, a CNH Industrial se propôs a lutar contra a COVID-19 em comunidades onde as empresas foram afetadas pelo vírus.”

A grande proximidade da área de atuação dessas duas comunidades com duas das nossas principais empresas, de motores marítimos e agrícolas,” afirmou Egle Panzella, gerente da divisão de equidade de marca, sustentabilidade e tradição da FPT Industrial, “foi como um propulsor e despertou um entusiasmo verdadeiro entre todos os envolvidos no projeto. Ter a oportunidade de contribuir para fazer a diferença, ajudando as pessoas comprometidas com um estilo de vida e produção mais saudável, justo e sustentável é parte do DNA e da missão da FPT Industrial. E fazer isso em parceria com o Slow Food é um verdadeiro privilégio.”

O Slow Food acredita que os alimentos estão relacionados a vários outros aspectos da vida, incluindo cultura, política, agricultura e meio ambiente”, comentou Francesco Sottile do Slow Food. “Por meio das nossas escolhas alimentares, podemos influenciar coletivamente como os alimentos são cultivados, produzidos e distribuídos e, como resultado, mudar o mundo. Esses projetos já haviam começado, mas precisavam de um ‘impulso’ para mostrar que o caminho certo é a melhor escolha. É por essa razão que, em cooperação e colaboração com nossos parceiros e apoiadores, decidimos financiá-los. Porque a mudança precisa acontecer e tem que ser agora.”

Evento “SEMEANDO OXIGÊNIO (O2)” multiplica a importância do reflorestamento para o meio ambiente

Promover a consciência das pessoas por um futuro mais verde e sustentável está no nosso DNA. A nossa FPT Industrial é líder em powertrain e no desenvolvimento de motores movidos a combustíveis alternativos. Com fábrica em Sete Lagoas (MG), mantemos em nosso calendário ações com o intuito de multiplicar o engajamento ao meio ambiente.

Depois do sucesso de A Pesca de Plástico, que – em novembro do ano passado – recolheu 288 kg de resíduos como sacolas, copos descartáveis e garrafas pet das margens da Lagoa da Boa Vista, um dos cartões postais da cidade, a FPT promove, no próximo dia 5 de dezembro, o projeto “Semeando Oxigênio (O2)”, com foco no reflorestamento da área da unidade fabril.

Será nesse sábado pela manhã! Colaboradores e voluntários estão convidados a plantar sementes e mudas de ipê ao redor da fábrica em um agradável passeio de bicicleta, contribuindo assim para o nascimento de novas árvores, de forma a melhorar a qualidade do ar da nossa e das próximas gerações.

Conhecidos por sua beleza, flores exuberantes e presença em diferentes regiões do Brasil, os ipês são caducifólios, ou seja, perdem todas as folhas que são substituídas por cachos de flores de cores intensas. São árvores de grande porte que gostam de calor e sol pleno. Outra curiosidade é que o nome ipê é originário da língua indígena tupi e significa casca dura.

“A FPT acredita que a missão de cada um é contribuir para tornar este mundo melhor. “Semeando Oxigênio (O2)” representa mais um passo nesse sentido. Plantar é o começo para semearmos o futuro das próximas gerações”, afirma o gerente de Operações da fábrica da FPT Industrial em Sete Lagoas, Mario Coriale.

Cada participante receberá kits de até oito sementes para plantar, além das mudas. A FPT reforça que tomará todos os cuidados necessários de prevenção e higienização ao longo da pedalada.

“A sustentabilidade é um dos valores da FPT Industrial. Em mais esta ação em Sete Lagoas, engajamos as pessoas a deixar a sua marca para o amanhã. O reflorestamento é vital para a natureza e a nossa existência”, afirma a gerente de Marketing da FPT Industrial para a América do Sul, Isabela Costa.

ATITUDES PELO MEIO AMBIENTE

A fábrica de Sete Lagoas é considerada Aterro Zero, reciclando 100% dos resíduos, além de seguir o nível prata do programa World Class Manufacturing (WCM) da CNH Industrial, um dos mais altos padrões da indústria de manufatura no mundo, que busca zero perdas, com base na metodologia da Pirâmide de 5R – recusa do resíduo (logística reversa), redução, reaproveitamento, reciclagem e recuperação.

Como parte do WCM, o Aterro Zero reduziu gradativamente o volume de resíduos destinados a aterros sanitários licenciados, até alcançar a eliminação completa. A FPT Industrial entende que todo material pode ser transformado, reforçando o comprometimento com uma produção responsável.

SERVIÇO“Semeando Oxigênio (O2)”
Quando: 5 de dezembro, sábado, às 8 horas
Onde: Fábrica da FPT no complexo da CNH Industrial, Sete Lagoas (MG)
Inscrições: mirian.rodrigues@cnhind.com


Projeto IMPERIUM visa redução no consumo de combustível por caminhões

A economia de combustível é um aspecto fundamental para reduzir custos operacionais e melhorar a eficiência de caminhões de longo curso, aumentando assim a competitividade dos caminhões no setor dos transportes. Essa é uma questão de grande importância para a FPT Industrial, tal como demonstrado pelas inúmeras invenções, inovações e patentes da marca, incluindo o exclusivo e imbatível sistema de pós-tratamento HI-eSCR2.

Com um aumento da eficiência em mente e com o apoio da Comissão Europeia e da Iniciativa Europeia relativa aos Veículos Ecológicos (EGVI), foi criada uma Parceria Público-Privada contratual (PPPc) dedicada ao fornecimento de veículos e sistemas de mobilidade ecológicos do futuro, o projeto IMPERIUM (acrônimo derivado de “IMplementation of Powertrain Control for Economic and Clean Real driving EmIssion and ConsUMption” – Implementação de controle de sistemas de propulsão para emissões e consumos econômicos e limpos em condições reais).

O principal objetivo do projeto era conseguir uma redução de 20% no consumo de combustível (diesel e ureia), e consequentemente nas emissões de CO2, em comparação com o veículo de 2014, sempre mantendo as emissões poluentes do veículo dentro dos limites legais. Esse desafio exigente foi assumido pelo consórcio IMPERIUM, juntando grandes nomes europeus: fabricantes líderes de caminhões e motores, incluindo a FPT Industrial, fornecedores de sistemas e prestadores de serviços, universidades e centros de pesquisa.

O consórcio IMPERIUM é responsável por 45% dos veículos pesados fabricados na UE e consegue garantir uma cadeia de valor 100% europeia para o desenvolvimento de estratégias futuras de controle de sistemas de propulsão para caminhões. A abordagem específica se baseou em uma melhoria em três fases da estratégia de controle:

  • Otimização direta do controle de componentes principais (motor, pós-tratamento de gases de escape, transmissão, recuperação de calor residual, e-drive) para maximizar o desempenho.
  • Gerenciamento da energia global do sistema de propulsão para coordenar as diferentes fontes de energia e otimizar o seu uso dependendo da situação de condução em questão.
  • Fornecimento de uma compreensão mais abrangente da missão para possibilitar o planejamento e a otimização das diferentes fontes de energia a longo prazo.

Uma vez que o consumo de combustível está diretamente ligado à missão, ao tráfego e ao ambiente e é diretamente influenciado por esses fatores, foi desenvolvida uma estratégia de validação baseada em simulação para melhor levar em consideração esses diferentes cenários. O objetivo geral é o desenvolvimento de novas formas de controlar sistemas de propulsão de forma ideal, preditiva e completa, explorando todo o potencial dos sistemas individuais para cada aplicação e missão do veículo.

Os componentes recentemente desenvolvidos foram primeiro validados em várias plataformas, como Hardware in the Loop (HiL – equipamento em malha fechada), banco de ensaio de motores e caminhões de demonstração, incluindo um IVECO STRALIS com motor da FPT Industrial, e depois integrados nesse ambiente para avaliação do seu impacto no sistema completo. O projeto IMPERIUM desenvolveu e demonstrou controle ideal e conceitos avançados de sistemas de propulsão para veículos pesados, integração dos mesmos em bancos de ensaios e veículos de demonstração e evidência de conformidade com metas de economia de combustível (20% de melhoria em comparação com o mesmo veículo com controle convencional com consequente redução de CO2) e padrões Euro VI em condições reais de condução. O projeto IMPERIUM também desenvolveu uma metodologia para determinar a eficiência em termos de combustível de veículos pesados e a conformidade com o Euro VI em condições reais de condução com base em uma combinação inteligente de simulações, medições e testes. Para mais informações sobre este projeto: http://www.imperium-project.eu/ .

Cursor 13 é o motor a gás natural mais potente das estradas

Propulsor seis cilindros de 460 cv de potência foi desenvolvido para aplicações de longa distância, entregando alta confiabilidade e menores custos operacionais

Economia com combustível chega a 20% no Brasil, em comparação à motorização movida a diesel, além de emitir menos ruído de funcionamento

Líder no segmento de gás natural, a FPT Industrial disponibiliza ao open market no Brasil o motor FPT Cursor 13 Gás Natural. Trata-se do mais potente propulsor seis cilindros 100% movido a gás natural comprimido, gás natural liquefeito e biometano.

Sucesso na Europa, o FPT Cursor 13 Gás Natural é o primeiro motor on-road especialmente desenvolvido para aplicações de longa distância, garantindo alta confiabilidade e menores custos de operação. A exclusiva tecnologia de combustão estequiométrica da FPT Industrial garante performance e rendimento para o transporte rodoviário de cargas e passageiros.

Com 460 cv de potência e torque máximo de 2000 Nm a 1100 rpm, esta poderosa unidade de força proporciona uma economia de custos com combustível de até 20% no Brasil, em comparação à motorização equivalente a diesel, além de menor ruído de funcionamento.

Graças a um sistema de pós-tratamento por meio de um catalisador de três vias, compacto e sem necessidade de manutenção, a exclusiva tecnologia de combustão estequiométrica da FPT Industrial contribui para o que FPT Cursor 13 Gás Natural seja a solução mais adequada para montadoras de transporte de cargas e passageiros, proporcionando carga útil otimizada e melhor aproveitamento de espaço.

Desta forma é possível instalar tanques de combustível mais espaçosos nos veículos pesados, aumentando a autonomia nas estradas.

A FPT Industrial detém um amplo portfólio de motores a gás natural de 3 litros a 12,9 litros e potências de 136 cv (100 kW) a 460 cv (338 kW), que equipam, no mercado aberto, veículos comerciais, caminhões leves, médios e pesados, e ônibus em diferentes aplicações.

CUSTO COMPETITIVO, CONFIABILIDADE E EFICIÊNCIA

Os motores a gás têm custo total de propriedade competitivo, além de oferecer todas as vantagens dos motores a combustão tradicionais, inclusive a confiabilidade. A experiência da FPT Industrial em gás natural também abre caminho para uma indústria mais ecológica, já que o biometano é compatível com os motores e pode ser gerado a partir de fontes renováveis ou por meio da reciclagem de resíduos orgânicos, reduzindo as emissões de CO2 a quase zero. 

“Estamos sempre a frente no desenvolvimento de powertrain associado a combustíveis alternativos. Com o FPT Cursor 13, trazemos ao mercado brasileiro um produto que carrega toda a tecnologia da marca em gás natural. Nosso trabalho tem como objetivo proporcionar máxima eficiência aliada aos menores custos operacionais, pensando em um futuro mais verde”, afirma o presidente da FPT Industrial para a América do Sul, Marco Rangel.

FICHA TÉCNICA
FPT Cursor 13 Gás Natural

Cilindrada: 12.9L
Potencia [cv]: 460 @ 1900 rpm
Torque [Nm]: 2000 @ 1100 rpm
Número de cilindros: 6
Número de válvulas por cilindro: 4
Aspiração: Turbocompressor
Injeção: Multiponto estequiométrica
Diâmetro X curso [mm]: 135 x 150
Dimensões C/L/A [mm]: 1.610/1.027/1.178
Combustível: Gás natural comprimido, gás natural liquefeito e biometano
Peso [Kg]: 1240

Dia da Árvore é lembrado pela FPT. Confira dica especial

Cuidar do ambiente é um exercício que começa desde a infância! Por isso, a FPT promove o Projeto Sementinha, que neste ano está incentivando as crianças da Escola Municipal Maria Aracélia Alves, em Betim e os filhos de funcionários da fábrica de Sete Lagoas a plantarem e cuidarem de mudas. E os pequenos arrasando na tarefa, provando que consciência ambiental é uma responsabilidade de todos!

Aproveitando a oportunidade do Dia da Árvore, comemorando no dia 21 de setembro, ai vai uma dica bacana para quem curte e se compromete em colaborar com o meio ambiente:

Em breve será a temporada de frutas como goiaba, maracujá, melão, laranja, mamão, abacate, melancia, limão, etc.

Que tal não jogar as sementes de frutas no lixo? Mas, ao invés disso, lavá-las, secá-las (ao sol) e armazená-las em um saco de papel e guardá-las no seu carro ou outro veículo. Assim, toda vez que passar por um campo, ou quem sabe estiver pescando, ou fazendo trilha de moto ou bike, viajando ou passeando: jogue as sementes nos terrenos vazios, à beira da estrada, ou à beira de rios e lagos.

Com esse simples ato, você poderá contribuir para o nascimento de, no mínimo, uma árvore a cada temporada.

A FPT acredita que a missão de cada um é contribuir para tornar este mundo verde. Vamos juntos nessa?