FPT é finalista do Prêmio Rei 2020

Que orgulho! Somos finalistas do 10º Prêmio REI (Reconhecimento à Excelência e Inovação), realizado pela Automotive Business, juntamente com três marcas parceitas da CNH Industrial: IVECOCASE Construction Equipment e New Holland Agriculture.

O Prêmio REI é um reconhecimento a empresas que entregam um novo valor à indústria automotiva, à mobilidade e à sociedade, e assumem o protagonismo na transformação do mundo. 

Nós da FPT Industrial somos finalistas da categoria Fornecedores – Motores & Transmissão, com o F1C Gás Etanol, motor conceito abastecido com gás natural comprimido (CNG), biometano e etanol, matriz energética brasileira e um dos combustíveis renováveis mais utilizados no país.

No total, 65 empresas, entre fabricantes de veículos leves e pesados e fornecedores de componentes e sistemas, foram as escolhidas pela equipe editorial da plataforma, em votação interna, em 17 categorias. A votação aberta ao público é on-line e está aberta até 31 de julho!

CNH Industrial se destacou na categoria Sustentabilidade com o projeto de voluntariado que possibilitou o desenvolvimento humano de jovens em situação de vulnerabilidade social. A IVECO concorre na categoria Montadoras Produto – Veículo Comercial Leve com o Novo IVECO Daily, um veículo com alta tecnologia, qualidade e segurança comparável com os automóveis mais modernos.

New Holland Agriculture e a CASE Construction Equipment disputam a liderança em Montadoras Empresas – Máquinas Agrícolas e de Construção. O conceito TL5.80 acessível da New Holland é o primeiro trator agrícola do mundo que proporciona condições de trabalho iguais a todos no campo, por meio da adaptação para pessoas com mobilidade reduzida. O Projeto Tetra é o finalista da CASE: a pá carregadeira conceito é movida a gás metano e fornece o mesmo desempenho que o seu equivalente a diesel, com 80% menos emissões.       

Para ter mais detalhes sobre cada um dos projetos e participar da votação eletrônica do Prêmio REI 2020, os interessados podem acessar o site de votação.

Nessa fase da premiação, cada categoria tem quatro concorrentes. Uma etapa especial acontecerá entre os dias 24 e 27 de agosto e cada voto terá o dobro do peso. O anúncio dos vencedores acontece durante o Workshop Planejamento Automotivo 2021, o AB Plan, no dia 28 de agosto.

Contamos com o seu voto! 😉

A PESCA DE PLÁSTICO em Sete Lagoas, MG

Sempre pensando em um amanhã melhor e um futuro mais sustentável, a FPT está trazendo ao Brasil “A Pesca de Plástico”, ação inédita no país que promove a consciência ambiental e reforça o espírito de inovação da marca da CNH Industrial. Realizada com sucesso na Itália, onde mais de três toneladas de plástico foram recolhidos no Mar Adriático em apenas um mês, a iniciativa chega à Sete Lagoas, em Minas Gerais, nesse sábado, dia 23 de novembro

Sete Lagoas é o município mineiro onde fica instalada fábrica da marca no Brasil. Colaboradores da empresa atuarão na limpeza das margens da Lagoa Boa Vista, um dos cartões postais da cidade, com intensa atividade esportiva e vida noturna. A população e empresas parceiras da FPT Industrial também estão engajadas a participar do projeto, que tem o apoio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Todos os cidadãos interessados podem participar.

“Cada um de nós tem um papel a ser desempenhado na melhoria do meio ambiente para o futuro do Planeta Terra. A FPT Industrial se move nessa direção por meio de ações concretas e coletivas“, aponta o gerente de Operações da planta da FPT Industrial em Sete Lagoas, Mario Coriale.

Na véspera da ação no Brasil, “A Pesca de Plástico” também está sendo realizada nesta semana em Córdoba, na Argentina, nesta quinta-feira, dia 21. A cidade sedia outra fábrica da FPT Industrial na América do Sul.

UM PROJETO GLOBAL

Realizada em San Benedetto del Tronto, na província de Ascoli Piceno, na Itália, “A Pesca de Plástico” obteve como resultado seis toneladas de resíduos recolhidos para a costa, das quais mais da metade era composto de itens de plástico.

O levantamento apontou que 48% do volume retirado do mar era composto de garrafas, recipientes e sacos plásticos e 34%, de equipamentos de pesca descartados. Outros 18% continham fragmentos de plástico e objetos totalmente incomuns, como um colchão inflável, um teclado de computador, a cabeça de um manequim e uma máscara de gás.

“Com “A Pesca de Plástico”, reforçamos a conscientização sobre a preservação ao meio ambiente, primordial para a nossa própria saúde e a natureza. A sustentabilidade é um dos pilares da FPT Industrial. Continuamos no caminho por um futuro mais verde”, afirma a gerente de Marketing da FPT Industrial para a América do Sul, Isabela Costa.

ATITUDES CONTRA O DESPERDÍCIO

Recentemente a planta de Sete Lagoas alcançou a meta de Aterro Zero, reciclando 100% dos resíduos, e o status prata do programa World Class Manufacturing (WCM) da CNH Industrial, um dos mais altos padrões da indústria de manufatura no mundo, que busca zero perdas, com base na metodologia da Pirâmide de 5R – recusa do resíduo (logística reversa), redução, reaproveitamento, reciclagem e recuperação.

Como parte do WCM, o Aterro Zero reduziu gradativamente o volume de resíduos destinados a aterros sanitários licenciados, até a eliminação completa. A FPT Industrial entende que todo o seu material pode ser transformado, reforçando o comprometimento com uma produção responsável.

“Quanto mais melhoramos a produtividade e a qualidade, eliminando desperdícios, menor será o custo de manufatura. A matriz das melhorias é o WCM, modelo que já está no DNA dos nossos colaboradores. Em cada estação de trabalho há soluções desenvolvidas pelo nosso time”, afirma o diretor Industrial da CNH Industrial, Izidro Penatti.

Em agosto, a FPT Industrial eliminou o uso de copos descartáveis no Technical Center de Betim (MG), Centro de Pesquisa e Desenvolvimento no país. Na ocasião, cada colaborador recebeu um kit especialmente preparado, composto de um copo de plástico e uma xícara de porcelana. Apresentações de mágica reforçaram a importância de atitudes conscientes contra o desperdício, apontando a reciclagem de materiais e o combate à Dengue.

A marca também promove a Carona Solidária na ida e volta ao trabalho. O compartilhamento de veículos entre colaboradores reduz o tempo de deslocamento, gastos com combustível e a manutenção do carro, além de promover integração entre colegas de diferentes áreas. O cálculo mensal dos gastos fica a cargo de uma planilha administrada pelo grupo, criado em um aplicativo de conversas.

PARTICIPE!

“A Pesca de Plástico”
Quando: 23 de novembro, de 8h às 11h
Onde: Área do palco da Lagoa Boa Vista, em Sete Lagoas (MG)

DIA DA ÁRVORE | FPT cria ações de conscientização para rotinas sustentáveis

Em toda sua trajetória, a FPT Industrial sempre destinou esforços para criar tecnologias mais sustentáveis, seja referente ao consumo de combustíveis, às emissões de gases ou ao uso de fontes renováveis de energia.

Agora, no cenário de desenvolvimento de motores movidos a biocombustíveis e tecnologias que minimizam emissões de poluentes, a FPT Industrial aproveitou para pautar a conscientização de seu time para uma rotina mais sustentável.

Aproveitamos o Dia da Árvore, uma das importantes datas que reforçam a importância de ações responsáveis, para apresentar algumas das iniciativas que demonstram o esforço de toda a equipe FPT.

Fim do uso de copos descartáveis

Eliminação de copos descartáveis na FPT Industrial

A mais recente iniciativa da empresa foi a eliminação dos copos descartáveis no Technical Center da FPT, em Betim (MG). A ação envolveu todos os 120 colaboradores da unidade, responsável pelo desenvolvimento, validação e suporte de aplicações on-road, off-road, de geração de energia e de motores marítimos da empresa para o mercado sul-americano.

Ainda houve um evento no qual as pessoas receberam um kit com um copo e uma caneca de porcelana. A cerimônia também contou com apresentações de conscientização contra o desperdício de materiais, a importância da reciclagem e o impacto em outras áreas, como no combate à dengue.

A expectativa é que o Technical Center deixe de utilizar mais de 190 copos descartáveis por dia.

Carona Solidária

Carona Solidária FPT
Foto de Leandro M. Perez/FPT Industrial | Funcionários da FPT Betim contam com o grupo de Carona Solidária desde 2017. O compartilhamento é gerido por um aplicativo de conversas e tem horários flexíveis.

Se a criação de motores mais eficientes e menos poluentes é um dos principais focos de atuação da FPT, nada mais justo do que promover ações que incentivem uma mobilidade mais sustentável.

A FPT promove entre seus funcionários o Carona Solidária. Este projeto tem o objetivo de reduzir o tempo de deslocamento e o gasto com combustível na ida e volta do trabalho, unindo colegas que moram perto ou que tem trajetos similares em apenas um veículo. Além da economia, o time reduz o número de carros no trânsito e pode aumentar a interação de colaboradores de setores distantes.

Metas da CNH Industrial

Metas CNH Industrial de Sustentabilidade

Os projetos da FPT têm forte contribuição na redução de resíduos prevista nas metas globais de consumo responsável do grupo CNH Industrial e aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável das Organizações das Nações Unidas (ONU). 

As fábricas de Contagem (MG), Piracicaba e Sorocaba (SP) já alcançaram a meta de aterro zero ao reaproveitar 100% dos resíduos. As unidades de Sete Lagoas (MG) e Curitiba (PR) caminham para o mesmo objetivo. Em 2018, o índice de reciclagem da CNH Industrial foi de 98%, acima da média mundial de 91%. 

As ações da FPT reforçam a necessidade de esforço mútuo para criarmos um mundo mais consciente ambientalmente. E você? Tem feito a sua parte para um mundo mais sustentável? Conta para a gente nos comentários!

O que é o biogás? Saiba tudo sobre o combustível e seu potencial energético

O que é o biogás?

Artigo de Gustavo Teixeira, Especialista em Homologações de Motores da FPT Industrial

O biogás é uma mistura de gases gerada a partir da decomposição anaeróbica da matéria orgânica, oriunda de restos de vegetais ou animais. Por ser anaeróbica, o processo ocorre independente da presença de oxigênio.

O grande atrativo é que quase todo o tipo de matéria orgânica pode gerar biogás. Assim, restos de animais e plantas, vegetais descartados, excrementos de galinhas, porcos ou outros animais, resíduos de estações de tratamentos de esgotos e até mesmo aterros sanitários podem ser uma fonte do gás, que apresenta uma nova fonte de renda e energia para atividades como agricultura a pecuária.

Quais as vantagens do biogás?

O biogás produzido a partir dessas fontes tem diversas aplicações na indústria e geração de energia. Assim, tem grande potencial para ser usado como combustível.

Cuidados necessários com o biogás

Após ser filtrado e ter a sua umidade removida, o biogás pode ser usado em motores estacionários e estações de geração de energia. Porém, para casos de aplicações em veículos, como automóveis, caminhões ou ônibus, os cuidados com o biogás devem englobar a remoção dos gases inertes, como CO2 e ácido sulfídrico, obtendo-se então o biometano.

No caso do biogás gerado em aterros sanitários, é necessário ainda remover os compostos conhecidos como siloxanos, que são restos de embalagens, tintas e vernizes. Caso não sejam removidos, podem trazer sérios riscos para o funcionamento dos motores.

Após o processo de purificação do material, o biogás deve ser comprimido e armazenado em tanques ou vasos de pressão.

Biometano como solução sustentável

De todo esse processo, surge um dos mais recentes e promissores combustíveis alternativos: o biometano.

Este combustível pode ser usado no abastecimento de frota ou, caso gerado por produtores rurais, vendido para a rede de distribuição de gás, desde que atenda as especificações de qualidade estabelecidas pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Além da grande quantidade de energia, sua queima em motores gera cerca de 80% menos CO2 que uma aplicação similar abastecida com diesel, o que o destaca como solução sustentável na redução dos impactos de aquecimento global.

Estudos recentes mostram que o Brasil tem capacidade para gerar biometano suficiente para substituir cerca de 40% do volume de diesel consumido no território nacional. Ou seja, um gás que até recentemente era liberado no meio ambiente, pode agora ser tratado e utilizado em diversas aplicações, gerando menos poluição, reduzindo os gastos relacionados ao combustível e representando uma nova renda potencial para produtores.

A produção do biometano no ciclo produtivo

Muitos têm feito “suas continhas” e chegado à conclusão de que vale a pena produzir, utilizar e, por que não, comercializar o biogás. O que precisa ficar claro é que esse processo não sai de graça.

Os equipamentos utilizados para purificar o gás e deixá-lo em condições de utilização ou de comercialização requerem investimento, seja através da aquisição ou locação, cujo retorno ocorre em alguns meses, dependendo do volume de gás gerado e sua utilização.

Os propulsores aptos a operarem com o biogás são os motores do ciclo otto, que operam com GNV (Gás Natural Veicular).

A FPT Industrial é líder no desenvolvimento destes motores, com cerca de 50.000 unidades já comercializadas. São motores robustos e projetados desde sua concepção para operar com combustíveis de biogás, não se tratando de modificações ou adaptações sem critério.

Os motores movidos a biometano desenvolvidos pela FPT têm desempenho e durabilidade comparáveis aos motores a diesel e trazem ainda os benefícios de um propulsor a biogás, como a diminuição nas emissões de poluentes, redução de ruído (3 a 5 decibéis) e menores custos.

Para mais informações sobre motores sustentáveis, deixe seu comentário para falar com nossos especialistas!

FPT Industrial testa biodiesel de macaúba em motor de trator agrícola

FPT faz testes com biodiesel de macaúba

O DNA da FPT Industrial é marcado pela constante pesquisa em soluções sustentáveis, principalmente relacionadas ao desenvolvimento de combustíveis alternativos. Recentemente, investimos em um plano de produção e em testes dedicados ao biodiesel de macaúba, um tipo de palmeira nativa do Cerrado brasileiro.

A pesquisa realizada no Technical Center, em Betim (MG), considerou a aplicação do combustível em tratores agrícolas, mas o combustível ainda será testado em caminhões, ônibus e geradores de energia.

Essa versão de biodiesel foi produzida em uma usina experimental por meio do processo de  transesterificação (reação química para a obtenção do combustível) e caracterizada em laboratório para atender aos padrões estabelecidos pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

O projeto foi realizado em parceria com a PUC Minas, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e a Bchem Biocombustíveis, utilizando o motor FPT N67 MAR-I/Tier 3 presente nos tratores agrícolas da Case IH e New Holland Agriculture.

Benefícios da macaúba no biodiesel

Durante os testes, foram utilizadas misturas de 10% e 20% de biodiesel de macaúba em diesel fóssil – misturas conhecidas como B10 e B20, respectivamente. Os resultados demonstraram desempenho e consumo equiparáveis com o diesel comercial brasileiro.

“O maior desafio foi a correção da acidez do óleo, acentuada pelo armazenamento por quase um ano, para possibilitar então o processo de transesterificação”, afirma o engenheiro da FPT Industrial América do Sul e coordenador do projeto, Gustavo Teixeira

A polpa (mesocarpo) e a amêndoa (endosperma) da macaúba têm excelentes características para a produção de biodiesel de qualidade. “Em função do menor teor de ácidos graxos poli insaturados, [o biodiesel de macaúba] tem maior resistência à oxidação que o biodiesel de soja, o que corresponde a menores impactos sobre o sistema de injeção de combustível do motor”, aponta Teixeira.

Assim, os benefícios potenciais do combustível se estendem não só para o ambiente, com os menores índices de emissões, mas também em outros fatores, como o menor impacto em manutenção do motor.

O próximo passo do projeto é testar o novo biocombustível em caminhões e ônibus IVECO e geradores de energia FPT Industrial, que também utilizam a família de motores FPT N67. “Este trabalho demonstra o esforço contínuo da FPT Industrial em desenvolver motores aptos a operar com novos combustíveis”, afirma o Diretor de Engenharia da FPT Industrial América do Sul, Alexandre Xavier.

O potencial e os desafios da macaúba

A macaúba é uma palmeira nativa que chega a até 15 metros de altura. A planta é presente no cerrado brasileiro, em savanas e florestas abertas da América tropical, Caribe e sul da Flórida (EUA).

A planta foi explorada por décadas de maneira extrativista e agora vem sendo objeto de diversos estudos com foco na produção industrial em larga escala. Essa palmeira vem sendo utilizada para recuperação de solos e rios degradados, e a colheita de frutos é uma fonte de renda para pequenos produtores rurais, que após extraído o óleo, utilizam a torta da polpa para alimentação do gado.

A expectativa é que, no futuro, os mesmos produtores poderão gerar o próprio biodiesel de macaúba por meio de cooperativas e alimentar os tratores, reduzindo o impacto ambiental e os custos de suas operações.

Testes de biodiesel de macaúva na FPT

O principal desafio do uso da planta é a alta acidez de seu óleo, que dificulta a separação de fases e aumenta o consumo de reagentes. “O correto processo de colheita e armazenamento torna-se fundamental para a obtenção de baixos teores de acidez, possibilitando a produção do combustível”, explica Teixeira.

A acidez foi corrigida por meio da glicerólise, procedimento em que os ácidos graxos livres, sob condições controladas de temperatura e pressão, transformam-se em triglicerídeos, possibilitando o processo de transesterificação.

Os óleos utilizados nos testes da FPT foram extraídos pela Cooper Riachão, uma cooperativa de produtores rurais da região de Montes Claros (MG).

FPT Industrial

A FPT é líder mundial na produção de powertrain e de venda de motores GNV (Gás Natural Veicular). A empresa conta com aproximadamente 8.400 colaboradores em todo o mundo distribuídos em 10 plantas, sendo duas delas na América Latina – em Sete Lagoas (MG/Brasil) e em Córdoba (Argentina) – e sete centros de P&D (Pesquisa e Desenvolvimento), entre os quais um em Betim (MG/Brasil).

Tudo isso faz da FPT Industrial, uma empresa completa e que impulsiona o futuro por meio da sua tecnologia.

Infográfico: Entenda tudo sobre o Biodiesel

O Biodiesel é uma opção de combustível mais sustentável. Ele é produzido através de fontes renováveis e seu processo de fabricação aceita diversas fontes de matéria-prima, tendo como componentes principais óleos de origem vegetal e animal.
Além de ser uma fonte de energia renovável, sua queima libera menor quantidade de dióxido de carbono quando comparado aos combustíveis fósseis. Veja o nosso infográfico para saber mais:

Patrícia Lambertucci

Estudante de Engenharia e estagiária da FPT Industrial

POWERTRAIN FPT: DO ACELERADOR À RODA, UMA SOLUÇÃO COMPLETA.

A qualidade e a potência da FPT vão muito além dos motores. A mesma tecnologia de ponta que é utilizada nos carros-chefe da marca também é utilizada para gerar soluções inteligentes em eixos e transmissões. A inovação da vez fica por conta do Powertrain: um conjunto de aplicações para veículos rodoviários leves, que trazem inúmeros benefícios para frotistas e motoristas.

Durabilidade e eficiência nos eixos.

Os eixos dianteiros e traseiros da FPT não são apenas peças metálicas parafusadas entre si. Eles são projetados para serem mais leves, receberem o mínimo de vibração possível e absorverem o máximo do impacto diário, nas missões em estradas e nas ruas. O resultado é uma maior durabilidade, resistência e eficiência de frenagem.

Conforto na troca de marchas.

As transmissões mecânicas da FPT não ficam para trás. Elas são desenvolvidas com a tecnologia Easy Shifting, que suaviza a troca de marchas. Em outras palavras, você dirige um veículo de carga com a mesma sensação de estar pilotando um automóvel de passeio. Em termos de ergonomia e conforto, o ganho é imediato, aliviando a rotina de quem troca a marcha milhares de vezes ao dia.

Todo mundo sai ganhando. Até o planeta.

O reflexo da utilização somada de todas as soluções FPT vai muito além da performance dentro das estradas. A expertise na fabricação de tecnologia de propulsão (motores, eixos e transmissões) permite um resultado ainda mais impressionante quando é colocada à prova de maneira conjunta. O maior exemplo é a redução na emissão de gases nocivos ao meio ambiente: um IVECO Hi-Way de 570cv, utilizando toda a motorização FPT de alta potência (Euro 6), emite menos poluentes do que um carro popular de passeio, produzido no Brasil.

Quando a FPT está à frente de toda a cadeia de funcionamento, seja para economizar ou para durar mais, os benefícios são visíveis em todas as partes.

Em nossa página do Facebook, você pode conferir um vídeo mostrando nossas soluções em Powetrain, na prática, direto da Fenatran:

 

Sustentabilidade e Tecnologia caminham lado a lado para a FPT Industrial

Na semana em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, a FPT Industrial tem mais um motivo para comemorar. A marca acaba de ser premiada pela AEA – Associação Brasileira de Engenharia Automotiva – com o primeiro lugar no Prêmio AEA de Meio Ambiente 2017, na categoria Tecnologia.

A cerimônia de entrega da premiação foi realizada ontem, dia 07, em São Paulo, e contou com a presença de representantes de importantes empresas, associações e órgãos brasileiros, como a ANFAVEA e o IBAMA.

Com o trabalho “Os desafios da introdução do óleo API CJ4 no mercado da América Latina”, os engenheiros/autores Luiz Noronha e Gustavo Teixeira confirmaram o compromisso da FPT Industrial com a evolução tecnológica e respeito ao meio ambiente.

“O Prêmio AEA é um importante reconhecimento de que a FPT tem  ações sólidas e agora premiadas em nossa região, a respeito da sustentabilidade”, afirma Noronha.

Em sua 11ª edição do Prêmio, a AEA tradicionalmente reconhece as empresas, universidades e institutos de pesquisas que se destacam através de projetos de tecnologias e responsabilidade social, que beneficiam o meio ambiente e a qualidade de vida.  Em 2014, a FPT recebeu Menção Honrosa pelo trabalho “Desempenho e Emissões de um motor diesel operando com baixas vazões de hidrogênio”, de autoria do engenheiro Luiz Noronha.

Clique aqui e baixe o artigo vencedor do prêmio.

Tecnologia e sustentabilidade andam juntas na FPT

Pensar em motores eficientes e sustentáveis foi, por um tempo, um sonho distante. O diesel, por exemplo, até 2011, foi apontado como o responsável por 53% das emissões de CO2 na atmosfera. Por esses e outros fatores, no ano passado, a ONU estipulou para o Brasil uma meta de redução de 43% na emissão de gases do efeito estufa, até 2030.

Por isso, desenvolver produtos que aliam tecnologia, eficiência e sustentabilidade é um grande desafio que vem apresentando bons resultados para as grandes montadoras. Sempre ligada em inovações e pesquisas científicas, a FPT lançou recentemente o motor Cursor 9 GNV, que é movido a combustível alternativo, com emissões próximas a zero e ajustável a uma transmissão automatizada para o segmento de pesados. Além dele, foram desenvolvidos também os motores F1C, N60 e Cursor 8 com potências que vão de 136 a 400 cv.

Dentro desse objetivo de apresentar soluções que ofereçam um bom desempenho, reduzam o consumo de combustível e minimizem as emissões de poluentes, a FPT usa algumas abordagens no desenvolvimento de seus motores:

– Melhorar a eficiência da energia;
– Melhorar o desempenho ambiental de motores convencionais;
– Aumentar o uso de combustíveis alternativos.

Além disso, o plano ambiental da empresa determina alguns objetivos que são muito importantes para que toda a organização e interação seja mantida, ganhando em produtividade e eficiência. Dentre eles:

– Emissões de ar: monitoramento contínuo de emissões principais que podem resultar de processos de fabricação ou da combustão de combustíveis fósseis;
– Gerenciamento de água: esforços constantes na redução do consumo total da água e em manter uma alta qualidade da água descartada;
– Gerenciamento de resíduos: melhora do método de gerenciamento de resíduos tanto pela redução da quantidade resíduos gerados quanto por aumento de taxas de recuperação e reutilização destes.

Com pequenos passos, a responsabilidade e o respeito ambiental tomam forma, na busca por um mundo mais sustentável.

Ação da FPT incentiva a preservação do meio ambiente em Sete Lagoas-MG

A sustentabilidade sempre fez parte da cultura de negócio da FPT Industrial. A preocupação e o respeito em relação ao meio ambiente estão presentes em cada produto, prova disso são as nossas conformidades com as principais normas de emissão de poluentes, como a Tier 3.

Essa mesma atenção dedicada ao meio ambiente é voltada para os milhares de funcionários da FPT Industrial. A planta de Sete Lagoas, por exemplo, adotou um programa de redução no consumo de copos descartáveis e, em menos de um ano, registra uma economia total de aproximadamente 50% em relação à data inicial do projeto. Muito bom, né!? A iniciativa deu tão certo que será levada às outras unidades da empresa.